09 de julho de 2019
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 05/07/2019 às 00h00
Atualizada: 05/07/2019 às 17h12

Intolerância a lactose exige cuidados e substituição alimentar


Intolerância a lactose exige cuidados e substituição alimentar (Foto: SES/SE)

Intolerância a lactose exige cuidados e substituição alimentar (Foto: SES/SE)

Nem todas as pessoas são tolerantes ao leite de vaca, algumas delas possuem alergias que lhes causam muito mal. Mas há opções de alimentação para quem não deve consumir o produto. Quem explica é a nutricionista que atua na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), Anaxágora Conceição Souza, responsável pela produção das refeições na unidade.


Anaxágora explica que a alimentação sem o leite de vaca deverá ocorrer em situações especiais, como alergia à proteína do leite. “Nesses casos, utiliza-se outro tipo de leite como de aveia ou arroz e o uso de outras fontes de proteína animal e o cálcio derivado de hortifrútis. Já nos casos de intolerância à lactose, a alimentação é baseada nos leites e derivados sem a lactose”, esclarece a nutricionista.


O processo alérgico está sempre associado a um aumento de sensibilidade do sistema imunológico quando entra em contato com aquela substância que causa alergia. “Nesse caso, o processo alérgico se dará através do contato com a proteína do leite. “As mães devem atentar-se às listas de ingredientes dos produtos industrializados, para que não contenha soro do leite, leite de vaca“, relatou.


A puérpera Daiane Resende Menezes, 21 anos, que está internada na ala verde da MNSL, é mãe de Elisa que nasceu prematura, com alergia ao leite de vaca. Foi necessário tirar  da alimentação de Daiane tudo  com lactose. “ Descobrimos que Elisa tem alergia, porque apresentou sintomas como sangue nas fezes. Ela só mama, e eu tenho um cardápio diferenciado na MNSL, sem lactose”, disse Daiane.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação