30 de julho de 2015
POR: José Lima Santana - jlsantana@bol.com.br
Fonte: José Lima Santana

JB: vá cuidar da saúde, cara! Você tem um vice que merece a sua confiança :: Por José Lima Santana


Política, Etc. & Tal  ::  Por José Lima Santana


José Lima Santana(*) - jlsantana@bol.com.br


José Lima Santana - Foto: ClickSergipe

José Lima Santana - Foto: ClickSergipe

Operação Lava-Jato


Enquanto no Paraná a “operação” está lavando tudo que encontra pela frente, aqui em Sergipe anda a jato as apurações do caso “subvenções”. Dizem que vão acelerar o jato. Ou seja, vem por aí um corre-corre turbinado.


 


Inflação? Que inflação?


Na segunda-feira passada, dia 27/07, um amigo muito querido me disse que não há inflação digna de causar preocupação. Segundo ele, a imprensa está botando chifres em cabeça de cavalo-marinho. Ufa! Cavalo marinho chifrudo é o que há! Quanto à inflação, este meu amigo é um petista de sete costados. Está entendido.


 


O bloco dos irmãos Amorim não quer João Alves em 2016


Desde 2012 eles andam como gatos e ratos. Sucessores do Tom & Jerry, os personagens de desenho animado. Nunca se entenderam muito bem. Resquícios de coisas do passado, que alguns da turma do “abafa” fizeram questão de botar panos quentes.


Agora, depois de tomarem o ninho tucano das mãos do vice-prefeito José Carlos Machado, os irmãos Amorim tentam pressionar o “Negão” a aceitar um candidato a vice-prefeito tirado do bolso deles. Politicamente, deve-se entender que eles estão certos. Apoios políticos sempre têm um preço. Se João não quiser pagar, ele que se vire.


 


Ainda as turras entre os sucessores do Tom & Jerry


Os irmãos Amorim não querem correr o risco de vir, em 2018, João Alves largar a Prefeitura, se lograr ser reeleito, em 2016, para aventurar-se como candidato ao governo do estado. Difícil, mas não impossível, em caso dele se reeleger, situação que fácil não é. Eles querem João amarrado por um vice em quem não poderia confiar. Em política os nós bem dados são fundamentais. Quem quiser que chore. Ou esperneie.


 


Machado longe do ninho tucano


Não adianta chorar. Não mesmo. Ninho tomado, ninho esquecido. Machado deverá buscar, sim, outro caminho. O PPS? Estará mesmo acertado, para ele controlar? Machado é um bom sujeito. Uma cabeça que sabe pensar. Um executivo de mão cheia. Testado. Os comunistas do Partidão, ou os saudosistas, não terão do que reclamar. Afinal, nomes piores, muito piores, já botaram os pés no PPS, que se tornou um Partido de vai-e-vem, ou seja, que passa de mão em mão.


 


Edivaldo Nogueira e Valadares Filho


Ah, para onde eles irão, em 2016? Há opções. Um será candidato apoiado pelo governador Jackson Barreto? E o outro enfrentará uma carreira do tipo solo? Ou se lançará nos braços dos irmãos Amorim? Haverá mil e uma conjecturas. Mil e uma conversas. Mil e uma especulações. Mil e uma tentativas de acertos. E, sem dúvida, alguns desacertos.


 


Robson Viana


O sujeito é inquieto. Pudera: ele é do “Rasgadinho”. O governador JB já teria dito que não tem interesse numa composição com João Alves, em 2016. Entretanto, Robson Viana insiste que tem conversado com João. Sabem os leitores internautas, o que é tudo isso? Jogo de cena. Muito, muito jogo de cena. Veremos muito disso, doravante. Jackson parece puxar a corda de Robson. Jackson parece afrouxar a corda de Robson. E la nave va.


 


JB precisando cuidar da saúde


Este é um recado: governador Jackson Barreto, antes tarde do que nunca. Vá cuidar da saúde, cara! Você tem um vice que merece a sua confiança. Você tem a vida pela frente. Você tem o Estado para cuidar, e não poucos os problemas a ser enfrentados. Cuide-se!


 


Dificuldades financeiras


O estado brasileiro agoniza. A economia desaquece. A arrecadação das receitas públicas despenca, mas as despesas públicas não são controladas. As metas do governo federal, alteradas, que o digam. A situação é feia.


Os estados, em sua maioria, estão depenados. O descontrole previdenciário é terrível, nos estados e nos municípios. Estados parcelam o pagamento da folha. Não é somente Sergipe que está nesse rumo. A oposição a JB bate nele por conta de tudo. Tudo bem. Situação é para bater-se mesmo com a oposição e vice-versa. Milagres é que ninguém poderá fazer. Contudo, há medidas nas gavetas que poderiam ser tomadas.


 


EMSURB: será verdade?


Edson Leal deixou a EMSURB por ter-se chocado com o secretário da Fazenda da PMA? Diz um vereador da base aliada ao prefeito João Alves Filho que o filho de Edson, o presidente da Câmara Municipal, o jovem vereador Vinícius Porto, não teria cacife tão alto quanto o sustentador político do secretário Luciano Paz. Diz o vereador que quem sustenta o secretário é alguém da casa do prefeito. Não do gabinete. Não da administração, mas da família. Logo, o secretário tem a força. Como o He-Man, que fez muito sucesso entre a garotada, no passado.


E por falar em passado... Bem. Deixa pra lá! Que hoje eu estou light. Por enquanto.


 


As notas e comentários publicadas nesta coluna são de responsabilidade integral do seu autor e não representam necessariamente a opinião deste site.


(*) Advogado. Mestre em Direito. Professor do Curso de Direito da UFS. Membro da Academia Sergipana de Letras e do IHGSE.


jlsantana@bol.com.br

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação