Aracaju (SE), 03 de dezembro de 2021
POR: Assessoria Neto Batalha
Fonte: Assessoria Neto Batalha
Em: 15/10/2021 às 11h14
Pub.: 15 de outubro de 2021

Profissionais de saúde anunciam paralisação em São Cristóvão e vereador denuncia: "prefeito não liga para ninguém"


Insatisfeitos com reivindicações não atendidas - entre elas o reajuste salarial -, profissionais da saúde de São Cristóvão aprovaram duas paralisações por semana na cidade histórica. Serão manifestações com atos públicos durante 24 horas, a partir do mês de novembro. A paralisação será coordenada pelo sindicato da categoria (Sintasa) e terá total apoio dos vereadores da oposição, entre eles Neto Batalha (PP).


Profissionais de saúde anunciam paralisação em São Cristóvão e vereador denuncia: "prefeito não liga para ninguém" (Foto: Assessoria Neto Batalha)

Profissionais de saúde anunciam paralisação em São Cristóvão e vereador denuncia: "prefeito não liga para ninguém" (Foto: Assessoria Neto Batalha)


O parlamentar esteve reunido com representantes sindicais e colocou o mandato à disposição para apoiar a luta da classe. “Direitos trabalhistas não se retira! É uma conquista da categoria e deve ser cumprida pela atual gestão”, declarou Neto Batalha.


De acordo com o Sintasa, as paralisações acontecerão todas as terças e quintas-feiras de novembro, sendo a primeira dia 4, das 7h às 10h, na frente da Unidade Básica de Saúde, Maria José Soares Figueiroa.


Em reunião, o vereador foi informado que não houve avanço nas negociações durante audiência com a gestora da pasta da saúde de São Cristóvão.


Neste momento a luta envolve reajuste salarial; auxílio-alimentação para todos os trabalhadores da classe, haja vista existir uma lei municipal que garante este direito; insalubridade de 40% para todos e não apenas 10% ou 20%; 14º salários dos ACS e ACE; PCCV; implantação das tardes de estudo; entre outros direitos não cumpridos que penalizam auxiliares e técnicos de enfermagem, agentes comunitários de saúde e de combate às endemias, auxiliares de serviço bucal e demais trabalhadores do nível médio de São Cristóvão.


Segundo Neto Batalha, é lamentável a gestão atual descumprir o que está previsto em lei. “Por isso darei total apoio a esta luta, e se for preciso paralisar as atividades por mais tempo vamos parar, tudo para sensibilizar o prefeito Marcos Santana a corrigir mais este erro na administração do nosso município”, lamentou.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação