Aracaju (SE), 21 de maio de 2022
POR: Raquel Teixeira Passos
Fonte: Assessoria Unit
Em: 17/01/2022 às 08h01
Pub.: 18 de janeiro de 2022

Projeto de urbanização da Coroa do Meio vence prêmio sergipano


Marina Urban Park reaproveita área subutilizada do bairro Coroa do Meio. Projeto é fruto do TCC do arquiteto e urbanista, João Raphael Macedo Ramos.


Imagem do projeto "Marina Urban Park: Ocupando o Vazio" (Imagem: Divulgação)

Imagem do projeto "Marina Urban Park: Ocupando o Vazio" (Imagem: Divulgação)


Marina Urban Park: um espaço dedicado à contemplação da natureza, com áreas verdes e restaurantes no bairro Coroa do Meio, além de uma marina para ajudar na contemplação. Consegue imaginar você e sua família desfrutando momentos de lazer em um fim de tarde com esse cenário? Pois é, quem sabe o projeto ‘Marina Urban Park: Ocupando o Vazio’, fruto de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), não vire realidade em Aracaju?


Criado por João Raphael Macedo Ramos, egresso da Universidade Tiradentes (Unit), o projeto venceu o 5º Prêmio de TCC do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe realizado em dezembro de 2021. “É um reconhecimento que o caminho seguido até aqui foi o certo. Ser escolhido e muito elogiado, sabendo que estava concorrendo com outros trabalhos excelentes, dá uma sensação de dever cumprido, de realização pessoal”, afirma.


O arquiteto e urbanista fez todo o desenho urbanístico, projeto arquitetônico e paisagístico de uma área não utilizada em Aracaju, seguindo diretrizes de normas e leis municipais e nacionais. “A ideia geral do trabalho é auxiliar na promoção da qualidade de vida em Aracaju, por meio de um parque urbano, ocupando um espaço com um potencial gigante, mas que é subutilizado. O título vem de uma consequência do espaço estudado e da proposta do trabalho: o parque urbano e a marina de barcos, dentro de um vazio urbano”, conta João Raphael.


Área de lazer dos sonhos
Como ponto de partida para criação, ele utilizou o conceito de ‘pertencimento da cidade’, em que a Arquitetura e Urbanismo prevê a presença dos habitantes locais em espaços públicos como ruas, parques e praças, na prática de atividades físicas e de lazer. Para isso, o até então estudante, analisou parques que já existem em Aracaju e também de outras cidades, como o Parque do Ibirapuera, na capital paulista. Também embasou o projeto em estudos que apontam para a importância de áreas verdes na manutenção da qualidade de vida urbana, além de dar continuidade a um projeto antigo de urbanização da área.


“O meu trabalho vem como uma conclusão ao projeto de urbanização do bairro Coroa do Meio, feito pelo arquiteto Jaime Lerner, na década de 70. Ele projetou um bairro autossuficiente com grandes vias, lotes para mansões e edifícios residenciais para suprir o déficit habitacional que existia em Aracaju naquela época. Mas, devido aos problemas que ocorreram, como o avanço das águas do Rio Sergipe e a construção da contenção de pedras, essa parte do projeto acabou não sendo concluída. Então, o meu TCC vem preencher essa lacuna em aberto na Coroa do Meio”, complementa o egresso de Arquitetura e Urbanismo da Unit.


A construção desse parque daria aos aracajuanos acesso a uma nova área pública de lazer. “Trata-se de um espaço de contemplação, um espaço turístico, promovendo a atividade náutica por meio da marina, trazendo os barcos para dentro da cidade, podendo criar rotas turísticas pelo Rio Sergipe. Ser um espaço onde a pessoa queira passar o dia, tirar o horário do almoço para ir em um dos restaurantes à beira da marina, dar essa pausa no caos urbano que a gente vive”, revela João Raphael. 


Tem futuro
Na universidade, João Raphael foi um estudante ativo, participando de várias atividades de extensão promovidas pelo curso. Ele foi monitor acadêmico, participou duas vezes como instrutor no estande de Arquitetura e Urbanismo na Feira do Vestibular (Feivest) da Unit, organizou eventos acadêmicos como a Jornada de Arquitetura e, durante dois anos, participou do Projeto Mentoria como mentor, incentivando os calouros a aproveitarem todas as oportunidades que a Unit oferece.


Muito do que ele aplicou no projeto do Marina Urban Park foi aprendido durante o curso. “A Unit proporciona um mundo de possibilidades para a complementação da graduação. Sempre busquei participar ativamente das ações do curso e da universidade em si para expandir ao máximo meu conhecimento dentro dos cinco anos da graduação. Aprendi muito, conheci pessoas e tive novas experiências. São coisas que agregam demais, é algo que vem em paralelo com as aulas e no final, tudo se encaixa. Sou muito grato a isso”, afirma João Raphael.


Formado em 2020, durante as restrições de atividades presenciais devido à pandemia da Covid, João Raphael se prepara para uma pós-graduação, pretendendo também seguir com uma carreira acadêmica. Seria um mestrado voltado para os estudos do planejamento e desenho urbano, e projetos arquitetônicos de grande escala.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação