Aracaju (SE), 11 de agosto de 2022
POR: Assessoria
Fonte: Assessoria
Em: 04/08/2022 às 17h05
Pub.: 05 de agosto de 2022

Palácio Museu Olímpio Campos promove exposição "Raízes da Arte" de Ismael Pereira e Israel Melo


O Palácio Museu Olímpio Campos (Pmoc),em parceria com a  Escola da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe, está com a exposição coletiva "Raízes da Arte”, com obras produzidas pelos artistas Ismael Pereira e Israel Melo. Nesta quarta-feira (03), o governador Belivaldo Chagas acompanhou a exposição que conta com 72 peças espalhadas pelos salões do Pmoc e duas no Palácio Fausto Cardoso, que trazem as temáticas do sincretismo religioso, do folclore e da natureza. A exposição teve início em 18 de julho e segue até 22 de agosto. 


Visita de Belivaldo Chagas a? exposic?a?o de Arivaldo Chagas no Palácio Museu Olímpio Campos - Foto: Mário Sousa

Visita de Belivaldo Chagas a? exposic?a?o de Arivaldo Chagas no Palácio Museu Olímpio Campos - Foto: Mário Sousa


“Uma oportunidade muito bacana que os visitantes do Palácio-Museu Olímpio Campos (Pmoc) estão tendo de, além de conhecer todo o prédio e o seu acervo permanente, que preserva parte essencial da história sergipana, mas também de ter acesso às obras destes dois artistas”, destacou o governador Belivaldo Chagas.


De acordo com o curador da exposição e coordenador de Projetos Especiais da Assembleia Legislativa de Sergipe, Arivaldo Chagas Filho, o objetivo é o estímulo à cultura, educação, artes e aos próprios artistas. “O intuito é trazer as obras e convidar as pessoas para que nos visitem e, com isso, também apresentar o palácio. A exposição encontra-se dividida por três núcleos principais, o núcleo do sincretismo religioso, onde nós temos a representação da mandala, um dos símbolos mais importantes de Ismael Pereira, bastante utilizado no hinduísmo, budismo e catolicismo. No segundo núcleo, o folclore, onde nós escolhemos o reinado por ser representativo do Nordeste e do Brasil. Além do terceiro núcleo, que representa a natureza, no qual temos árvores, caju e pássaros”, explicou.


Arivaldo Chagas Filho destacou ainda a importância do incentivo aos artistas locais. “Nós recomendamos e orientamos as instituições e organizações do interior do estado interessadas que entrem em contato com o Palácio Museu Olímpio Campos, para que tragam esses artesãos à visitação e se sintam cada vez mais estimulados a divulgar suas obras de arte”, pontuou o curador.


A maior parte das obras encontra-se no salão de multieventos, com 10 obras importantes distribuídas em diversos salões do Palácio Museu, sendo duas obras de chamamento à visitação, instaladas na Escola da Assembleia Legislativa.


O Palácio Museu Olímpio Campos está localizado na Praça Fausto Cardoso e a entrada para visitação é gratuita, com horário de visitas das 10h às 17h, de terça-feira à sexta-feira, e das 9:00 horas às 13:00 horas, aos sábados.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação