Aracaju (SE), 09 de março de 2021
POR: Wandycler Júnior
Fonte: Assessoria Ricardo Marques/ CMA
Em: 17/02/2021 às 12h15
Pub.: 17 de fevereiro de 2021

Preocupado com aglomeração nos ônibus, Ricardo Marques convoca parlamentares para visitar os terminais


Após polêmica na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), nesta quarta-feira, 17, por conta do Veto Parcial ao Projeto de Lei Nº 63/2020, enviado pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), o vereador Ricardo Marques (Cidadania) convocou os parlamentares da Casa, em especial aos que compõem a Comissão de Obras, Serviços Públicos, Transportes e Meio Ambiente e a Comissão de Saúde, Direitos Humanos, Assistência Social e Defesa do Consumidor para visitar os terminais de ônibus de Aracaju.


Preocupado com aglomeração nos ônibus, Ricardo Marques convoca parlamentares para visitar os terminais (Foto: Assessoria Ricardo Marques)

Preocupado com aglomeração nos ônibus, Ricardo Marques convoca parlamentares para visitar os terminais (Foto: Assessoria Ricardo Marques)


Durante a discussão do projeto, o vereador Ricardo Marques sugeriu que os vereadores fizessem uma visita coletiva aos terminais de ônibus. “Já denunciei aqui nesta Casa que, inclusive agora no período do Carnaval, os ônibus estão saindo superlotados. Por isso gostaria de convocar a todos que fazem parte das Comissões de Transporte e de Enfrentamento à Covid para visitarmos um terminal no horário de pico para verificar a real situação dos usuários”.


Com voto contrário ao veto do Poder Executivo, o parlamentar questionou a falta de solução para o problema. “A prefeitura de Aracaju apresentou o veto, mas não apresentou a solução. É vetar por vetar? Estudos comprovam que, depois dos hospitais, os terminais e o transporte público estão em segundo lugar na transmissão da Covid-19. Até hoje não há a presença de fiscais para organização das filas, nem álcool em gel a disposição dos usuários. Sem essa fiscalização os ônibus irão continuar saindo lotados”, lamentou.


Ricardo disse ainda que a base para resolver o problema envolve fiscalização por parte do poder público. “Gostaria de saber quantas vezes aquela força-tarefa que vai nos bares, restaurantes e eventos foi fiscalizar os terminais e andou nos ônibus para saber como está a situação dos usuários durante a pandemia”, questionou.


“O transporte da nossa capital precisa ser repensado urgentemente, principalmente agora na pandemia. Várias linhas não possuem mais os cobradores e a responsabilidade foi transferida para os motoristas que já têm a obrigação de conduzir o transporte. Ao invés de redução da frota é preciso ampliar o sistema para dar mais condições, acesso e qualidade aos usuários”, sugeriu o parlamentar.


O Projeto de Lei Nº 63/2020 é de autoria do vereador Manuel Marcos (PSD) e dispõe sobre medidas de proteção à saúde pública enquanto perdurar a situação de emergência e de calamidade pública, decorrentes do surto de coronavírus em Aracaju. Foi aprovado o veto do Poder Executivo ao Parágrafo Único: “Os ônibus do Transporte Coletivo Urbano de Passageiros não poderão circular com lotação acima de sua capacidade normal de assentos, garantindo o distanciamento necessário dos passageiros”.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação