21 de fevereiro de 2020
POR: Tirzah Braga
Fonte: Assessoria Prefeitura de Aracaju
Em: 21/02/2020 às 14h15

Com gestão fiscal eficiente, Aracaju está entre as quatro capitais que mais investiram em 2019


De acordo com levantamento feito pela empresa Finance Consultoria e divulgado pelo Jornal Valor Econômico, Aracaju está entre as quatro capitais brasileiras que mais avançaram nos investimentos no ano de 2019. O estudo considerou os dados informados nos relatórios fiscais apresentados à Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e analisou as despesas de capital de 2.476 cidades brasileiras. A capital sergipana apresentou uma alta real de 67,9% em relação a 2018, o que significa um total de R$95,5 milhões investidos pelo Município no ano passado. 


Prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (Foto: Ana Lícia Menezes/ PMA)

Prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (Foto: Ana Lícia Menezes/ PMA)


"Este é o resultado do trabalho que desenvolvemos com planejamento, seriedade e foco. Para conseguir chegar a este montante de investimento, foi preciso organizar as finanças municipais. Nós cortamos despesas, estabelecemos prioridades e trabalhamos dentro do Planejamento Estratégico. Assim, recuperamos nossa capacidade de investimento, conseguir firmar parcerias importantes e assim a cidade voltou a crescer e se desenvolver", explica o prefeito Edvaldo Nogueira.


Quando comparado com 2015, terceiro ano de gestão do mandato anterior – mesma situação de 2019 –, a alta real atinge 86,7%. O secretário municipal da Fazenda, Jeferson Passos, atribui o bom resultado a dois importantes fatores: redução no volume de contratações temporárias de cargos comissionados e renegociação de contratos. 


“Reduzimos as despesas correntes para poder organizar a casa e voltar a investir a partir de 2018”, enfatiza o secretário. O arrocho nas contas feito no primeiro ano de administração, necessário, foi destacado pelo Jornal Valor Econômico. 


À época, o veículo de comunicação mostrou que Aracaju foi a primeira capital do Nordeste e a terceira do país que mais reduziu despesas. Esse duro ajuste fiscal permitiu a recuperação da capacidade de investir já no ano seguinte. 
A Prefeitura opera, atualmente, com três eixos de investimento. O primeiro é a infraestrutura urbana, que envolve drenagem, pavimentação e saneamento, conforme explica Jeferson Passos. Nessas áreas, a administração municipal está com obras nas regiões mais carentes da cidade, sobretudo na zona Norte.


O segundo eixo de trabalho diz respeito à mobilidade urbana, com investimentos em quatro corredores de ônibus, construção e reforma de terminais de integração e a troca de toda sinalização semafórica da cidade. “São 150 semáforos que estão sendo trocados por equipamentos inteligentes, com um centro de controle operacional, tudo interligado por uma rede de fibra ótica”, detalha o secretário da Fazenda. 


No terceiro e último eixo os investimentos ocorrem na área da infraestrutura social, com a ampliação e construção de novas Unidades Básicas de Saúde, escolas e creches, além da maternidade no Bairro 17 de Março, que será entregue até novembro deste ano.


Para 2020
Para este ano, há a perspectiva de se atingir uma alta de investimento de 50% a 60%, na comparação com os dados de 2019. “Neste novo ciclo teremos ampliação dos valores investidos. Também estamos incorporando a parte habitacional, que ainda não tínhamos feito. Vamos iniciar em 2020 o projeto de habitação de interesse social. Serão 1200 habitações que darão lugar à invasão das Mangabeiras, na região do 17 de Março, com parque, equipamentos de lazer e próxima à uma área que já foi urbanizada pelo município, com creche, escola, posto de saúde”, ressalta Jeferson Passos.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação