Aracaju (SE), 10 de agosto de 2022
POR: Carla Passos
Fonte: Carla Passos
Em: 06/03/2022 às 00h00
Pub.: 07 de março de 2022

Campos do Jordão, a Suíça brasileira :: Por Carla Passos


No vídeo dessa semana, vamos mostrar as diversas atrações dessa cidade linda, que vale a pena ser visitada.


Campos do Jordão, a Suíça brasileira  ::  Por Carla Passos (Imagem: Reprodução de vídeo/ YouTube/ Passos Pelo Mundo)

Campos do Jordão, a Suíça brasileira :: Por Carla Passos (Imagem: Reprodução de vídeo/ YouTube/ Passos Pelo Mundo)


Está localizada na região da Serra da Mantiqueira, no Estado de São Paulo, a cerca de 180 km de carro da capital paulista. Por ser uma cidade fria e por sua arquitetura, a cidade foi batizada de Suíça brasileira. No vídeo dessa semana, vamos mostrar as diversas atrações dessa cidade linda, que vale a pena ser visitada como, além de dicas sobre como chegar, onde se hospedar, o que comer e que passeios fazer. Confira:


Quando visitar?
A alta temporada em Campos do Jordão tem início no feriado de Corpus Christi e vai até agosto. O auge da movimentação na cidade é o mês de julho, quando a cidade sedia seu Festival de Inverno - o mais badalado do país. Além dele, o clima frio e as férias escolares fazem com que Campos ferva nesses 30 dias, com dezenas de milhares de pessoas, festas e atrações.


O lado ruim da temporada é que a cidade fica muito cheia, há muitas filas e o trânsito da pequena cidade para com tantos carros, especialmente aos fins de semana – isso sem falar nos preços mais altos em hotéis e pousadas.


Por esses motivos, quem quiser aproveitar a cidade com mais calma pode ir em outra época. Em maio e agosto a cidade ainda está fria, mas a altitude mantém as temperaturas agradáveis na serra durante todo o ano. Eu estive na cidade em um final de semana de dezembro e a temperatura estava variando entre 12 e 22 graus. Com a vantagem de conhecer a cidade com decoração de Natal e conseguir bons preços de hospedagem.


Outra atrações
Eu passei três dias na cidade e portanto não consegui conhecer todas as suas atrações. Ficou faltando para uma próxima viagem o Museu Felícia Lerner, um raro museu a céu aberto, com uma vista de tirar o fôlego da Pedra do Baú. Além do Mosteiro Beneditino de São João, seja para contemplar os belos jardins ou para apreciar o canto gregoriano. Outra visita interessante pode ser feita no Museu Casa da Xilogravura, que retrata a arte de imprimir com tipos de madeira. Outra atração imperdível, mas que estava em reforma quando visitei é o teleférico para o Morro do Elefante.


Como chegar?
De avião

Para quem vem de outros estados, o aeroporto mais próximo é o de São José dos Campos, a apenas 80 quilômetros da cidade. Eu cheguei por Congonhas, que fica a 180 km de Canmpos, isso porque voos para aeroportos regionais costumam ser mais caros.


De carro
Campos do Jordão tem seu principal acesso pela Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP-123), uma estrada sinuosa em alguns trechos, mas bem conservada, que é a continuação natural da Carvalho Pinto/Ayrton Senna. Dessa forma, quem vem de São Paulo segue um caminho sem desvios desde a Marginal Tietê até o portal da cidade.


De ônibus
Saindo de São Paulo, a Pássaro Marrom (http://www.passaromarron.com.br/) oferece ônibus diretos do Terminal Tietê. Para quem viaja sozinha, como eu, essa é uma ótima opção, visto que alugar carro acaba se tornando muito caro quando você não tem com quem dividir as despesas do aluguel, combustível e pedágios.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação