Aracaju (SE), 19 de agosto de 2022
POR: Asscom Unit
Fonte: Asscom Unit
Em: 21/07/2022 às 17h39
Pub.: 22 de julho de 2022

Como os exercícios terapêuticos ajudam na reabilitação de pacientes


Os exercícios terapêuticos são utilizados pensando no objetivo de tratamento do paciente.


Como os exercícios terapêuticos ajudam na reabilitação de pacientes - Foto: Asscom Unit

Como os exercícios terapêuticos ajudam na reabilitação de pacientes - Foto: Asscom Unit


Reduzir dores, melhorar a forma física ou diminuir um quadro inflamatório. Esses são alguns dos objetivos dos exercícios terapêuticos. Bastante utilizados pelos fisioterapeutas, a aplicação dessas atividades pode ser passiva ou ativa. Diferente de outros exercícios, os exercícios terapêuticos têm mais a ver com o objetivo do que com o exercício em si. Visando o tratamento específico para uma doença, esse método também é utilizado por outros profissionais de saúde.


“Dentro da fisioterapia eu posso dizer que os exercícios terapêuticos são a base da fisioterapia. A fisioterapia usa três grandes áreas para tratar o paciente: os recursos físicos, como o famoso ‘choquinho’, o gelo ou alguma coisa que gere calor; as mãos como recursos terapêuticos manuais; e os exercícios. Dentre os exercícios terapêuticos que nós mais utilizamos são os fortalecimentos musculares, os alongamentos e as mobilizações”, explica o professor da Universidade Tiradentes, Msc. Felipe Cerqueira.


Além de aplicados pelos fisioterapeutas, os exercícios terapêuticos também podem ser realizados pela pessoa de forma independente, observando sempre a orientação de um profissional. Diferente de outras atividades, os exercícios terapêuticos têm o objetivo de tratamento. “O objetivo terapêutico é específico para alguma terapia que pode ser: recuperar de uma lesão ou melhorar uma capacidade funcional, diferente da musculação em que a pessoa vai pra academia com um objetivo estético de melhorar a força muscular ou até de prevenir lesões, mas de uma forma inespecífica”, diz.


“Então, quando o fisioterapeuta está tratando o paciente, ele usa um pouco de cada uma das ferramentas. Cada um vai ter o momento exato para ser utilizado. Cada um vai ter um objetivo específico. Se o objetivo é aumentar a força do paciente, tem o fortalecimento. Seria o mesmo que se faz na academia, mas com o objetivo terapêutico. Tudo isso é associado à reabilitação do paciente. Imagina uma caixa de ferramentas, quanto mais ferramentas você tiver nessa caixa, mais situações é possível conseguir consertar, ajustar”, conclui o professor.
 

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação