Aracaju (SE), 05 de julho de 2022
POR: Prefeitura de Aracaju
Fonte: Prefeitura de Aracaju
Em: 28/03/2022 às 16h00
Pub.: 30 de março de 2022

Prefeitura de Aracaju garante vacinação contra HPV para adolescentes de 9 a 14 anos


Prefeitura de Aracaju garante vacinação contra HPV para adolescentes de 9 a 14 anos (Foto: Ascom SMS Aracaju)

Prefeitura de Aracaju garante vacinação contra HPV para adolescentes de 9 a 14 anos (Foto: Ascom SMS Aracaju)

Uma das principais formas de prevenção contra o HPV (Papiloma Vírus Humano) é a vacinação. E na capital sergipana, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, oferta este imunizante nas 45 salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde (UBSs). De acordo com nova orientação técnica do Estado, recebem essa vacina meninos com idade entre 11 e 14 anos. As meninas continuam sendo vacinadas com idade entre 9 e 14 anos.


Pessoas com HIV/Aids, pacientes transplantados e oncológicos que apresentam em comum um quadro de imunossupressão, desde que tenham um relatório médico com a comprovação, também continuam sendo vacinadas. Em 2021, Aracaju vacinou 17.139 pessoas com a vacina contra HPV.


Como explica o coordenador do Programa Municipal de Imunização da SMS, Yuri Belchior, a imunização acontece em ciclo de duas doses. “Essas doses têm um intervalo de aplicação de seis meses entre elas, e a vacina ofertada pelo Sistema Único de Saúde protege contra os quatro tipos de vírus mais comuns no país. Não é um tratamento, e sim uma forma de prevenção. Por isso, estimulamos que a imunização aconteça antes do início da vida sexual”, orienta o coordenador.


Proteção contra o câncer
A vacina contra o HPV tem como principal objetivo impedir a infecção pelo vírus, que ocorre pelo contato direto com pele ou mucosas infectadas por meio de relação sexual. Uma pessoa infectada e com lesões não identificadas e tratadas precocemente, tem maior probabilidade de desenvolver câncer.


Nas meninas, além de poder ser transmitido de mãe para filho, durante o parto, o HPV pode causar câncer de colo do útero, vagina, vulva, ânus, orofaringe e boca. Nos meninos, além da boca e garganta, a vacina também ajuda a prevenir o câncer de pênis e ânus. De acordo com o Ministério da Saúde, mais de 90% dos casos de câncer anal e de orofaringe são atribuíveis à infecção pelo HPV.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação