Aracaju (SE), 21 de maio de 2022
POR: Rodrigo Alves
Fonte: Assessoria
Em: 19/01/2022 às 09h55
Pub.: 19 de janeiro de 2022

Covid-19 pode causar queda de cabelo em 25% dos pacientes infectados, diz pesquisa


Dra. Suyan Vasconcelos, dermatologista e CEO da Clínica Splendore em Aracaju (Foto: Divulgação)

Dra. Suyan Vasconcelos, dermatologista e CEO da Clínica Splendore em Aracaju (Foto: Divulgação)

O aumento de casos de covid-19 tem preocupado também a área da dermatologia, o número de pessoas que relatam queda de cabelo após a covid-19 também tem avançado nos consultórios, e em Sergipe não tem sido diferente. Dra. Suyan Vasconcelos, CEO da Clínica Splendore em Aracaju, também observou o crescimento das queixas.   


Segundo uma pesquisa internacional feita por médicos dos Estados Unidos, México e Suécia, uma a cada quatro pessoas com a doença sofrem de perda capilar. O estresse e medo são fatores que podem aumentar o risco nestas situações, o estudo internacional segue investigando a ligação entre a infecção respiratória causada pelo coronavírus e a diminuição do couro cabeludo, o quadro vem sendo pesquisado como uma das possíveis sequelas da doença.   


Vale ressaltar que embora a perda de cabelo seja mais observada em mulheres, homens também estão sujeitos e, além dos cabelos, ambos podem apresentar perda dos pelos corporais.  


Em entrevista, Dra. Suyan explica como esses casos vêm sendo tratados. “Primeiro é preciso acalmar essas pessoas, pois a tendência é de retomada dos fios. Existem diversas opções de tratamento para ajudar no ganho dos fios e na melhora da qualidade dos mesmos. Vitaminas, tônicos capilares, intradermoterapia, IPCA, são grandes aliados, mas o importante mesmo é que o tratamento seja individualizado para a necessidade de cada paciente”, explica.   


Segundo a médica, o comum é que a queda de cabelo dure cerca de seis meses após a infecção. “O sinal de alerta deve acender caso a queda dos fios ultrapasse esse período, o paciente deve procurar o dermatologista que irá pesquisar outras causas que podem ser secundárias ao quadro da Covid-19, como a redução das taxas de ferro e de outras vitaminas ou o diagnóstico de alopecia”, finaliza. 

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação