Aracaju (SE), 21 de janeiro de 2022
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 10/11/2021 às 14h52
Pub.: 10 de novembro de 2021

Dia de prevenção e combate à surdez: a importância dos cuidados com aparelho auditivo


Nos últimos dez meses (janeiro a outubro) deste ano, o Pronto Socorro do Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse), registrou 1.683 atendimentos para o consultório de Otorrinolaringologia que é referência nas demandas de urgência e emergência. O serviço funciona em tempo integral e conta com profissionais habilitados. Por isso, neste dia 10 de novembro, Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez, o médico otorrinolaringologista do Huse, Antônio Roberto Setton, revela que os cuidados com o aparelho auditivo devem ser levados em consideração, principalmente, diante de tantos exageros sonoros do dia a dia e a forma incorreta da limpeza dos ouvidos.


Dia de prevenção e combate à surdez: a importância dos cuidados com aparelho auditivo (Foto: SES/SE)

Dia de prevenção e combate à surdez: a importância dos cuidados com aparelho auditivo (Foto: SES/SE)


“A poluição sonora faz parte da rotina das pessoas, prejudicando as estruturas do ouvido, o uso de protetores auditivos quando necessário, principalmente, em locais de trabalho que causam risco à audição pela intensidade sonora é muito importante, mas o ideal é que em caso de algum tipo de inflamação auditiva, o paciente busque ajuda com um especialista. Outra informação importante é a respeito da limpeza do ouvido, essa não deve ser feita com objetos pontiagudos como tampa de caneta, o uso do cotonete deve ser realizada na parte externa do ouvido, jamais deve ser introduzido no canal auditivo, evitando assim sérias inflamações que levam muitas pessoas ao hospital”, explicou o otorrinolaringologista.


Doenças infectocontagiosas como a otite podem evoluir para a surdez se não tratada adequadamente. É comum perceber também que muitas pessoas têm a capacidade auditiva diminuída, os sintomas mais comuns e que requerem maior atenção são dificuldades de entendimento da fala, necessidade de aumentar o volume de som de equipamento eletrônico, desatenção e até mesmo queda no rendimento escolar.


Vale ressaltar que qualquer sensação de perda auditiva súbita em crianças ou adultos, o ideal é investigar o mais breve possível. Retardar o diagnóstico e o início do tratamento pode reduzir as chances de cura, por isso, reforça a importância do teste da orelhinha nos bebês, ou otoemissão acústica que tem o objetivo de detectar precocemente a perda auditiva. “O exame deve ser feito nos primeiros dias de vida porque quando se identifica a deficiência com brevidade, os resultados da reabilitação auditiva são fantásticos”, afirmou Roberto Setton.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação