Aracaju (SE), 28 de janeiro de 2022
POR: Agô Imprensa
Fonte: Agô Imprensa
Em: 29/09/2021 às 08h55
Pub.: 29 de setembro de 2021

Pneumologista dá dicas de como cuidar da saúde respiratória


Os pulmões são os principais órgãos do sistema respiratório. Eles são responsáveis por absorver o oxigênio do ar que respiramos e eliminar o gás carbônico do corpo. Em tempos de pandemia, com estes órgãos sendo um dos mais afetados pela Covid-19, a preocupação com a saúde respiratória tem crescido entre a população.


Ana Paula Argolo, pneumologista cooperada Unimed Sergipe (Foto: Agô Imprensa)

Ana Paula Argolo, pneumologista cooperada Unimed Sergipe (Foto: Agô Imprensa)


A pneumologista cooperada Unimed Sergipe, Ana Paula Argolo, explica que o pulmão exerce função fundamental no corpo humano, por isso, é preciso se prezar por um ar mais puro, considerando a saúde dos órgãos. "Os pulmões inalam cerca de 500 ml de ar a cada respiração. Ao longo de um dia, são cerca de 17 mil litros de ar. A superfície alveolar, que é onde acontece a troca gasosa, se fosse estendida como um tapete, seria do tamanho de uma quadra de tênis. Então,  toda essa superfície alveolar, todo esse sistema com essa nobre função merece um aparelho respiratório que provê ar filtrado, aquecido e umidificado e a gente tem que pensar que, se queremos ter uma boa saúde respiratória, precisamos cuidar da qualidade do ar que respiramos e temos várias medidas que podem ser tomadas nesse sentido", afirma Ana Paula.


Uma das medidas a serem tomadas é evitar o tabagismo. De acordo com a médica, ao parar de fumar,  a pessoa melhora a qualidade do ar que respira e também a qualidade do ar dos ambientes que frequenta. Outra medida é cuidar da manutenção e higiene dos aparelhos de ar condicionado e empresas que produzem micropartículas infectantes, se atentarem ao uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI).


"Também é importante que a gente continue usando máscara, pois a pandemia ainda é uma realidade. Outra medida é a vacinação em dia. Vacinação contra a influenza, contra a covid-19. A imunização provê sim uma melhora da saúde respiratória e outras medidas que a gente tem que lembrar é que as pessoas que possuem sintomas respiratórios não devem pormenorizar estes sintomas. A automedicação é muito arriscada, é necessário buscar um auxílio médico, porque a detecção precoce de uma série de doenças permite um tratamento precoce,  inclusive uma evolução melhor destas doenças", alerta a pneumologista.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação