Aracaju (SE), 26 de outubro de 2021
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 23/09/2021 às 11h34
Atualizada: 23/09/2021 às 11h35
Pub.: 23 de setembro de 2021

Estresse é o mal do século e dia mundial de combate serve de alerta para a população


Em 23 de setembro, celebra-se anualmente o Dia Mundial de Combate ao Estresse, mais conhecido como mal do século. A data serve como alerta para a população sobre as suas principais causas e sintomas, que é uma reação natural do organismo. O cardiologista do Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse), Renato Mesquita, ressalta que a prevenção, o controle, a boa alimentação e a atividade física são fundamentais para combater o estresse.


Estresse é o mal do século e dia mundial de combate serve de alerta para a população (Foto: SES/SE)

Estresse é o mal do século e dia mundial de combate serve de alerta para a população (Foto: SES/SE)


“O estresse pode levar ao infarto, elevando os níveis dos hormônios cortisol e adrenalina, causando aumento da pressão arterial, arritmia cardíaca, queda da imunidade, aumento do peso, entre outros diagnósticos, por isso, as pessoas devem ter cuidado. Hábitos alimentares corretos ajudam a fortalecer o sistema imunológico e, consequentemente, tornam uma pessoa menos vulnerável ao estresse e seus efeitos. A atividade física tem parte fundamental na prevenção e no controle do estresse. Dormir bem também é outra maneira de melhorar sua qualidade de vida e o bem-estar”, explicou o cardiologista.


O estresse é uma reação do organismo com componentes psicológicos, físicos, mentais e hormonais. Entre os principais sintomas estão a insônia, dor no estômago, tensão e dor muscular, sensação de desgaste físico, boca seca, agitação, entre outros. A secretária Bernadete Lima, 52, reconhece que vivia estressada com tudo e chegou até a perder algumas amizades com isso. Ela explica como venceu esse mal e hoje vive uma nova rotina.


“Primeiramente eu procurei ajuda de um profissional e cuidei da minha mente. Passei a me amar e a buscar atividades prazerosas como uma atividade física, pintura em tela e mudei toda a minha rotina. Hoje sou outra pessoa e mais tranquila em algumas situações que antes me tirava do sério. As pessoas me chamavam de afobada, porque eu era muito agitada e isso me prejudicava bastante. A meditação também foi fundamental para o meu equilíbrio emocional”, revelou Bernadete Lima.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação