Aracaju (SE), 19 de agosto de 2022
POR: Assessoria Valmir de Francisquinho
Fonte: Assessoria Valmir de Francisquinho
Em: 29/07/2022 às 19h02
Pub.: 01 de agosto de 2022

Valmir de Francisquinho: "nunca vi tanta perseguição em minha vida"


Pré-candidato disse que sua participação no processo eleitoral já surte efeito: “disse que revogaria os 14% cobrados dos aposentados e o governador mandou projeto pra Alese e revogou”.


Valmir de Francisquinho: "nunca vi tanta perseguição em minha vida" - Foto: Assessoria Valmir de Francisquinho

Valmir de Francisquinho: "nunca vi tanta perseguição em minha vida" - Foto: Assessoria Valmir de Francisquinho


Na manhã desta sexta, 29, em entrevista na Itabaiana FM ao radialista Cleiton Santos, o pré-candidato a governador Valmir de Francisquinho (PL) voltou a denunciar a série de perseguições que ele e seus aliados estão sofrendo. “Nunca vi tanta perseguição na minha vida! Além de mim estão tentando atingir o prefeito Adailton (Sousa, PL, de Itabaiana). Marcos Oliveira (presidente da Câmara, PL) também já recebeu notificação na Câmara de Vereadores”, disse Valmir em relação ao Tribunal de Contas do Estado. “É um determinado conselheiro e eu vou ter que acabar revelando o nome, em detrimento de não manchar o nome dos demais e nem do tribunal”.


Para Valmir, além de se mobilizarem para impedir sua candidatura em Brasília, tentando criminalizar o uso da cor azul, há um claro temor da parte de seus adversários em relação a sua pré-candidatura ao governo. “Quanto mais pré-candidatos, melhor! Porque aí é o povo quem pode escolher entre mais opções”, avaliou.


Sustentando esse argumento, Valmir lembrou de um resultado prático de sua própria pré-candidatura. “O efeito Valmir de Francisquinho é uma realidade. Os 14% que eram descontados dos aposentados e pensionistas, que logo no início da pré-campanha eu disse que ia revogar, ele (Belivaldo Chagas) mandou projeto pra Alese e revogou. Mas só porque é ano eleitoral e porque Valmir disse que ia revogar. Se não, ele ainda estaria cobrando”, observou Valmir.


E quando ouvintes do programa participaram afirmando que responderam pesquisas eleitorais nas quais o nome de Valmir de Francisquinho não aparece entre os pré-candidatos, Valmir foi enfático. “Se eles acham que Valmir não tem chance, a ponto de não colocarem nem nas pesquisas o meu nome, então deixem Valmir ser candidato. Que medo é esse que fez com que vocês fossem para Brasília entrar como assistentes de acusação no processo da cor azul? Tirar o nome de Valmir até das pesquisas? É lamentável”, finalizou Valmir de Francisquinho.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação