Aracaju (SE), 26 de outubro de 2021
POR: Marcio Rocha
Fonte: Marcio Rocha
Em: 17/09/2021 às 11h24
Pub.: 17 de setembro de 2021

A inflação vem com tudo neste ano :: Por Marcio Rocha


Marcio Rocha (Foto: Arquivo Pessoal)

Marcio Rocha (Foto: Arquivo Pessoal)

Semanalmente ao fazer a leitura do Relatório Focus, do Banco Central, tenho observado o crescimento da taxa de inflação. O que tem me despertado preocupação com o que deverá acontecer neste ano. Certamente teremos a maior inflação dos últimos anos, superando inclusive 2015, quando o IPCA passou dos 10% anuais.


De acordo com o relatório da última semana, a inflação no Brasil está em exatos 8%, faltando 14 semanas para o final do ano. Se considerarmos a elevação que vem acontecendo nos últimos meses, há uma tendência que cheguemos aos 10%. São 23 semanas consecutivas de estimativa de elevação da inflação deste ano, segundo o Focus. Grupos de atividades como habitação, bens de consumo e transportes influem severamente na elevação da taxa inflacionária neste momento. Combustíveis estão pela hora da morte, a energia elétrica também não fica por menos e isso tudo influi nos preços dos bens e serviços. Então, aumenta a inflação. 


Vindo para Sergipe, encontramos o IPCA de agosto em 5,67%, dados do IBGE. No estado, a inflação dos transportes aponta 12,09%, a da educação está em 7,88% e a de habitação atingiu 7,62%. Todos os produtos e serviços analisados estão em alta no estado. Dados que também preocupam muito os sergipanos neste momento complicado em que as famílias estão ainda sofrendo os danos decorrentes da pandemia e recuperando gradativamente os empregos e renda perdidos pelo efeito da COVID. 


Trânsito da Nestor Sampaio
Caiu no colo do juiz da 3ª Vara Cível de Aracaju, julgar uma liminar em que seis entidades empresariais pedem que a avenida Nestor Sampaio, que atravessa os bairros Luzia e Ponto Novo, tenha de volta o sentido do trânsito em mão dupla. Houve uma audiência online, ocorrida na manhã de quinta-feira (16), mas a Prefeitura de Aracaju e os representantes de moradores e empresários não chegaram a um acordo. Pude ler os relatórios apresentados pelas entidades empresariais e vi que a mudança no tráfego está prejudicando até mesmo os serviços de segurança-pública, considerando que o Batalhão de Choque se situa bairro Ponto Novo e não tem mais uma via de fluxo para atender rapidamente uma ocorrência no bairro Jardins, por exemplo, porque a Nestor Sampaio agora tem fluxo único. Provocando uma demora na eficiência do atendimento policial da região. 


Desemprego na região
Em julho falamos na coluna sobre esse tema, da possibilidade de desemprego dos trabalhadores dos estabelecimentos comerciais da região. É o tipo de coisa que comentamos e não queremos acertar, mas já está acontecendo. Conversando com empresários e trabalhadores das lojas da rua, soube que 15 empresas das atividades de comércio e serviços já fecharam suas portas. Só na Nestor Sampaio, são cerca de 200 empresas de micro e pequeno porte, sendo a grande maioria atividades comerciais que empregam de duas a cinco pessoas. Outros empresários estão pensando em encerrar suas atividades por lá também, já que a mudança no sentido da avenida inviabilizou seus negócios. E esses negócios fechados elevam a fila do desemprego, infelizmente. São mais de mil trabalhadores que estão com seus empregos em risco, por causa da mudança.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação