Aracaju (SE), 19 de junho de 2021
POR: Carla Passos
Fonte: Carla Passos
Em: 30/11/2020 às 00h00
Pub.: 30 de novembro de 2020

Roteiro de sol e mar em Aracaju :: Por Carla Passos


Aracaju se destaca pela beleza da sua orla e pelos bares de praia com grande infraestrutura.


A orla de Atalaia é considerada a mais bonita do Brasil (Foto: Carla Passos)

A orla de Atalaia é considerada a mais bonita do Brasil (Foto: Carla Passos)


Quem quiser curtir alguns dias de sol e mar com boa infraestrutura, a dica é fazer um roteiro entre as cidades de Aracaju e Maceió. Entre 8 a 10 dias é possível aproveitar muito bem as duas cidades e também praias das proximidades de ambas. No texto dessa semana, trarei as dicas de Aracaju e na próxima semana, falaremos sobre Maceió.


O nosso roteiro começou por Aracaju, cidade que tem a orla considerada a mais bonita do Brasil e bares de praia com grande infraestrutura. E continuou em Maceió, que tem um mar de tons azul esverdeado, comparado sempre com o Caribe. 


A sugestão em Aracaju é se hospedar na orla de Atalaia, que concentra a maior parte de hotéis e infraestrutura turística, além da passarela do caranguejo, onde você pode comer o prato típico da cidade e muitos outros frutos do mar. Não deixe de tirar fotos com o caranguejo gigante que tem no local.


Passarelas levam o turista do calçadão até o mar, atravessando uma larga faixa de areia. Nas proximidades da passarela tem bastante opções para jogar vôlei, futevôlei e outros esportes. Mas também dá para sentar embaixo de um sombreiro e simplesmente relaxar. 


O Duna Beach faz você pensar que está em Ibiza, no Sul da Itália ou na Grécia (Foto: Carla Passos)

O Duna Beach faz você pensar que está em Ibiza, no Sul da Itália ou na Grécia (Foto: Carla Passos)


No segundo dia pode ser reservado para visitar o Duna Beach que faz com que voce? se sinta em Ibiza, na Grécia ou no Sul da Ita?lia. A inspiração do Duna Beach veio dos beach clubs do Mediterrâneo. Um italiano se apaixonou por Aracaju e revolveu construir seu bar na cidade. Nos finais de semana, o bar é mais cheio e animado. Tem música ao vivo e o cover artístico custa R$ 10 por pessoa. Recomendo a reserva de mesa ou chegar antes das 10h para garantir uma vaga.


O Duna Beach tem música ao vivo e funciona até às 23h (Foto: Carla Passos)

O Duna Beach tem música ao vivo e funciona até às 23h (Foto: Carla Passos)


Outro bar com a estrutura impeca?vel e? o Parati. O visual é ru?stico e aconchegante  e a gastronomia focada em especialidades regionais. No local tem mesas com guarda sol e quem quiser ficar nos bangalôs com direito a sofa? acolchoado e redes, o preço é R$ 30 por bangalô, mais R$ 10 por pessoa. O local é mais tranquilo e a gastonomia focada em especialidades regionais. Assim como o Duna, o proprietário é um estrangeiro, Harry Boersma, um holandês que também conheceu Aracaju e se apaixonou pela cidade e adquiriu o estabelecimento há 12 anos.


O bar Parati tem bangalôs com rede e sofás (Foto: Carla Passos)

O bar Parati tem bangalôs com rede e sofás (Foto: Carla Passos)


Mas para quem quer curtir a natureza, a dica é ir até a Croa do Goré, que fica a cerca de 25 km de distância da praia de Atalaia. A pequena ilha de areia branca surge somente na maré baixa de Aracaju e fica no encontro do Rio Vaza Barris com o mar. Ela é acessível através de passeios em embarcações que partem da Orla do Pôr do Sol, na praia do Mosqueiro - são lanchas, barcos ou catamarãs e as viagens duram entre 10 e 15 minutos, revelando manguezais nativos, pequenas ilhas fluviais e vegetação preservada. 


Groa do Goré: pequena ilha de areias brancas entre o rio Vaza Barris e o mar (Foto: Carla Passos)

Groa do Goré: pequena ilha de areias brancas entre o rio Vaza Barris e o mar (Foto: Carla Passos)


O movimento é grande nos finais de semana por conta dos bares flutuantes e das barracas rústicas de sapé que servem peixe-frito, pastéis de camarão e caldinhos de ostra, sururu, feijão, aratu. Pranchas de stand up-paddle e caiaques também podem ser alugados. Para quem estiver sem carro, agências locais oferecem passeios de catamarã que passam pelos manguezais e fazem parada na praia. O tour dura 5 horas. Ao final do dia a maré vai subindo e os visitantes ficam nas suas mesas com a água até a cintura. Em um determinado momento, a ilha começa a desaparecer e todos devem subir no tablado.


Lembrando que Aracaju tem outras opções de lazer como shoppings, feirinhas de artesanato, mercados municipais, entre outros. Mas a ideia do texto é  mostrar as muitas opções de lazer a beira mar, seja em ambientes mais rústicos ou mais sofisticados. Semana que vem continuamos o roteiro com a ida a Maceió.


Para acompanhar as viagens em tempo real, siga o instagram da Coluna: Clique aqui!

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação