Aracaju (SE), 03 de dezembro de 2020
POR: Assessoria Luciano Pimentel
Fonte: Assessoria Luciano Pimentel
Em: 17/11/2020 às 16h26
Pub.: 18 de novembro de 2020

"Josa foi um dos principais nomes da cultura sergipana", afirma Luciano Pimentel


No último dia 10 de novembro, faleceu aos 91 anos o cantor e sanfoneiro José Gregório Ribeiro, conhecido como ‘Josa, o Vaqueiro do Sertão’. Nesta terça-feira, 17, de volta ao plenário da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Luciano Pimentel registrou o falecimento do artista, natural de Simão Dias.


"Josa foi um dos principais nomes da cultura sergipana", afirma Luciano Pimentel (Foto: Assessoria Luciano Pimentel)

"Josa foi um dos principais nomes da cultura sergipana", afirma Luciano Pimentel (Foto: Assessoria Luciano Pimentel)


"Como não houve sessão na semana passada, aproveito esse retorno ao plenário para externar meus sentimentos à família de Josa. Um cidadão simãodiense que começou sua vida vendendo frutas na feira e desde a infância era reconhecido por seu carisma", disse Luciano Pimentel.


Relembrando a trajetória do Vaqueiro do Sertão, o deputado ressaltou que aos 18 anos Josa foi para o Rio de Janeiro, onde se tornou sargento e integrou a banda da polícia militar, mas por causa de um acidente de cavalo precisou se aposentar. Já aposentado, ele foi até uma loja de instrumentos musicais e comprou o seu primeiro acordeom.


"Como um grande admirador de Luiz Gonzaga, Josa passou a trabalhar a música, se tornando autor de mais de 300 composições. O falecimento dele entristeceu a todos nós. Por isso, eu não poderia deixar de registrar em plenário meus sentimentos e prestar uma homenagem a esse sergipano ilustre. Josa foi dos principais nomes da cultura sergipana e seu legado nos honra", finalizou Luciano Pimentel.  


Vaqueiro do Sertão
José Grigório Ribeiro nasceu em Simão Dias e se tornou um vaqueiro muito famoso na região devido à habilidade na arte de amansar animais. Ele também foi vendedor de frutas na feira da cidade, militar e costureiro. Mas foi a arte de compor, cantar e tocar sanfona que projetou Josa para o universo artístico. Com mais de 50 anos de carreira e mais de 300 composições registradas.


Em março de 2019, o artista foi homenageado com um lançamento de um documentário sobre a sua carreira. A produção cinematográfica registra a memória do sanfoneiro e foi resultado de 20 anos de pesquisa.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação