Aracaju (SE), 30 de setembro de 2020
POR: Assessoria de Imprensa Unit
Fonte: Assessoria de Imprensa Unit
Em: 03/09/2020 às 08h01
Pub.: 03 de setembro de 2020

Conectando saberes discute fake News


Antonio Minoru explicou o objetivo do projeto Conectando Saberes, que nasceu em 2017 para discutir temas para o Enade.


Conectando saberes discute fake News (Imagem: Reprodução/ Assessoria de Imprensa Unit)

Conectando saberes discute fake News (Imagem: Reprodução/ Assessoria de Imprensa Unit)


A Universidade Tiradentes, por meio de seu corpo docente, continua promovendo debates virtuais sobre temas atuais. Na última semana, a Live Conectando Saberes discutiu ‘Fake News e a disputa pela verdade’ no canal do Youtube da instituição.


O professor Antonio Minoru explicou o objetivo do projeto Conectando Saberes, que nasceu em 2017 para discutir temas para o Enade , que é o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes  e avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados.


“Nossa proposta era trazer temas relevantes para a realidade brasileira e mundial para discutir na universidade. Essa ideia surgiu para contemplar os conteúdos de formação geral do Enade, mas também para provocar debates porque estamos imersos nessas temáticas e nossa visão profissional está embasada nesses debates”


“Recebemos cotidianamente informações que não estão conectadas. Fake News é uma mentira, falar a verdade é uma provocação? Para discutir esse tema, convidamos o Kaio Eduardo e Leonardo Fraga, criadores do podcast Pelejando”.


Palestrantes
Egresso da Unit, Kaio Eduardo tem doutorado em Educação. Já Leonardo Fraga é jornalista e mestrando em Comunicação pela Unit.


Kaio fez referência ao conceito de verdade Michel Foucault, que diz que verdade é algo subjetivo, para explicar que fake News não é somente um conteúdo falso. “Ele não fala em verdades, mas em regimes de verdades, ou seja, é uma questão interpretativa”.


Leonardo Fraga pontuou os aspectos das fake News políticas, que utilizam das emoções para divulgação.


“Quanto mais transparente o veículo for em relação aos valores, mais o público saberá legitimar o discurso. As pessoas de seu espectro ideológico têm uma bolha fechada na qual o discurso só circula ali dentro e o jornalismo profissional circule em toda a sociedade. As pessoas compartilham fake News porque se identificam de alguma forma com o conteúdo. Se utiliza das emoções e do convencimento para se compartilhar”.


Para assistir à Live, acesse https://www.unit.br/lives.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação