Aracaju (SE), 05 de julho de 2020
POR: Amália Roeder
Fonte: Assessoria de Comunicação CRP19
Em: 18/06/2020 às 07h50
Pub.: 18 de junho de 2020

Conselho de Psicologia realiza reunião para discutir estágio curricular em tempos de pandemia


Com o objetivo de debater sobre a realização de estágios e práticas nos Cursos de Graduação em Psicologia no contexto da Pandemia de COVID-19, no âmbito do documento produzido conjuntamente pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP) e Associação Brasileira de Ensino de Psicologia (ABEP), o Conselho Regional de Psicologia de Sergipe (CRP19) promoveu na terça-feira, 16, uma reunião virtual com coordenadores dos cursos de Psicologia nas Instituições de Ensino Superior de Sergipe (IES).


Conselho de Psicologia realiza reunião para discutir estágio curricular em tempos de pandemia (Imagem: Assessoria de Comunicação CRP19)

Conselho de Psicologia realiza reunião para discutir estágio curricular em tempos de pandemia (Imagem: Assessoria de Comunicação CRP19)


Participaram do encontro, coordenado pelo Conselheiro Presidente do CRP19, Naldson Melo, o Conselheiro Secretário e presidente da Comissão de Orientação e Fiscalização, André Mandarino que atua como coordenador do curso de Psicologia na Uninassau; Marcela Flores, psicóloga, orientadora fiscal do CRP19 e docente na Faculdade Pio Décimo;  representando a Universidade Federal de Sergipe, as professoras Zenith Nara Costa Delabrida, chefe do departamento de Psicologia, Ana Beatriz Rodrigues, vice-chefe e  Marley Araújo coordenadora do Serviço de Psicologia Aplicada (SPA); Angélica Piovesan, docente e coordenadora do curso de Psicologia da Universidade Tiradentes (Unit) e o professor Alexandre Bernardo, coordenador na Faculdade Estácio Fase.


Os docentes fizeram exposição sobre como as aulas e atividades estão sendo aplicadas e o cenário do período letivo sem aulas presenciais.  Um ponto em comum foi a preocupação com os estudantes em período de estágio.


“Muitos estudantes que estão entrando em contato com o CRP demonstram preocupação com a formação. Levantam dúvidas sobre se o curso seria pouco satisfatório e como seria um processo de estágio que não atendesse as diretrizes curriculares nacionais, de que precisa ser 100% presencial”, revela Naldson Melo, Conselheiro Presidente do CRP19.


Posição e orientações do CFP e ABEP
Com base nas portarias, pareceres e decretos emitidos pelo Ministério da Educação e Conselho Nacional de Educação (CNE), referentes ao Ensino Superior, CFP e ABEP analisaram o Parecer 05/2020 CNE, que propõe flexibilização de calendários e atividades acadêmicas, incluindo estágios, práticas e laboratórios e impuseram a necessidade de apontar considerações e orientações referentes às especificidades da Psicologia e das práticas de formação na área.


Entre pontos, as entidades ressaltam a busca por alternativas para garantir um processo de formação com qualidade e sem prejuízos para o aluno, chama atenção para o emprego de novas tecnologias por parte dos futuros profissionais e professores, além das condições de trabalho em home office para os docentes que devem ser asseguradas pelas instituições e deixa claro que não há recusa ao uso de tecnologias no ensino de Psicologia, já que a modalidade foi incorporada em muitas de práticas.  


O CFP e ABEP orientam que, em atendimento às Diretrizes Curriculares da Psicologia, as IES e coordenações de curso não ofereçam práticas e estágios em Psicologia na modalidade remota, que elaborem, em comum acordo,  propostas de atividades para esse período emergencial e a elaboração de um plano que preveja cenários possíveis para uma volta gradual, dentro de limites de preservação à vida estabelecidos pela OMS, de reorganização e extensão do calendário acadêmico, que possa ultrapassar o ano calendário de 2020, de modo a garantir as práticas e estágios presenciais e a conclusão de curso de todos os estudantes formandos, admitindo ampliação do prazo para essa conclusão, com os mínimos prejuízos que a realidade permitir.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação