Aracaju (SE), 07 de agosto de 2020
POR: Assessoria de Imprensa Unit
Fonte: Assessoria de Imprensa Unit
Em: 29/07/2020 às 14h52
Pub.: 29 de julho de 2020

Laboratório de análises clínicas da Unit é o único em Sergipe na coleta do liquor


O exame reconhece vários tipos de infecções meníngeas e neurológicas.


Apontada como uma das mais completas unidades laboratoriais de universidades brasileiras, o Laboratório Central de Biomedicina-Unitlab, da Universidade Tiradentes, realiza atendimento a pacientes do SUS e conveniados. Entre 2017 e 2019, realizou 390.722 exames, em sua grande maioria, de beneficiários do Sistema Único de Saúde.  


Coordenadora técnica, Aline Cristina Santos Reis (Foto: Assessoria de Imprensa Unit)

Coordenadora técnica, Aline Cristina Santos Reis (Foto: Assessoria de Imprensa Unit)

“A instituição sempre em busca da excelência na prestação de serviços investe constantemente em tecnologia, qualificação de pessoal e valorização do relacionamento com clientes e parceiros e para garantir a formalização de processos internos. Atualmente, o Unitlab está em busca do programa de Certificação e Acreditação ONA (Organização Nacional de Acreditação)”, revela a coordenadora técnica, Aline Cristina Santos Reis.


Além de prestar atendimento a hospitais do serviço público, onde realiza os exames de microbiologia, e dentre os inúmeros serviços ofertados na área de diagnóstico laboratorial, o Unilab é o único em Sergipe a realizar a coleta do liquor. Para efeito de diagnóstico, o exame possibilita o diagnóstico de doenças do sistema nervoso e infecções meníngeas e, quando indicado, não pode ser substituído por nenhum outro tipo de verificação.


“Todo procedimento é acompanhado pelo médico Neurocirurgião com auxílio de Biomédicos que participam de todos os processos de coleta que são realizados em ambiente preparado, estéril e refrigerado oferecendo um maior conforto ao paciente”, explica Aline Reis.


Durante a pandemia, o Unitlab manteve o funcionamento, com todas as medidas de segurança, redução na carga horária dos seus colaboradores e do próprio laboratório. Localizado na Rua de Laranjeiras, 710, no centro de Aracaju (SE), o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 06h30 às 14h.  


No ano de 2017, foram realizados 15.049 atendimentos e 142.820 exames. Em 2018, 14.502 pessoas foram atendidas e 126.377 exames realizados. No ano passado, 15.431 buscaram atendimento no Laboratório Central de Biomedicina que fechou o ano de 2019 com 121.575 exames processados.   


Laboratório-escola
É no Unitlab que os alunos do Curso de Biomedicina e Farmácia, cumprem o estágio curricular em análises clínicas. A estrutura técnica e científica é composta por sete Biomédicos Especialistas, Mestres e Doutores, responsáveis pelos setores do laboratório.  Os acadêmicos passam pela coleta de amostras biológicas, uroanálise, bioquímica, microbiologia, hematologia e parasitologia, que são compostos por equipamentos de alto grau de qualidade e com um minucioso controle de qualidade laboratorial.


 “A UNIT é a única instituição de ensino superior de Sergipe que disponibiliza de um laboratório para que seus alunos possam colocar em prática o conhecimento adquirido”, ressalta a coordenadora.


Parcerias
Diversos projetos de extensão foram realizados com os alunos dos cursos de Biomedicina e Farmácia. Em 2017 e 2018, uma parceria entre a Unit e Polícia Rodoviária Federal, possibilitou voltar a atenção à saúde dos caminhoneiros, por meio do projeto ‘Comando da Saúde nas Rodovias’, no qual foi possível realizar testes bioquímicos. Entre 2017 e 2019, foram realizados atendimentos comunitários, na capital e interior, junto ao Centro de Diabetes de Sergipe. No ano passado, além dos exames para medição de glicemia capilar dos colaboradores da empresa de telefonia Alma Viva, participou ainda da campanha de captação de doadores de medula óssea.


“O Unitlab fez, durante três dias, uma parceria com o Shopping Jardins. A ação envolveu abordagem dos clientes para explicação sobre o procedimento para ser um doador de medula e realização, quando autorizado, de coleta de amostra sanguínea dos futuros doadores”, lembra a coordenadora técnica, Aline Cristina Santos Reis.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação