Aracaju (SE), 25 de outubro de 2020
POR: Sintasa Sergipe
Fonte: Sintasa Sergipe
Em: 22/07/2020 às 00h00
Pub.: 23 de julho de 2020

Rede Privada aceita prorrogação de Convenção do Trabalho se retroativo for pago em janeiro de 2021


Os empregados da Rede Privada, representados pelo Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), decidiram pela proposta de aceitar a contraproposta da prorrogação da atual Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) feita pelo Sindicato dos Hospitais e Clínicas do Estado de Sergipe (Sindhose), desde que seja condicionada ao pagamento do retroativo na folha salarial de janeiro de 2021, visto que a data-base do Sintasa é 1º de junho. A deliberação ocorreu, nesta quarta-feira, 22, durante a assembleia geral extraordinária, através de videoconferência.


Rede Privada aceita prorrogação de Convenção do Trabalho se retroativo for pago em janeiro de 2021 (Foto: Sintasa Sergipe)

Rede Privada aceita prorrogação de Convenção do Trabalho se retroativo for pago em janeiro de 2021 (Foto: Sintasa Sergipe)


De acordo com o presidente do Sintasa, Augusto Couto, o sindicato vem tentando negociar com a classe patronal desde janeiro deste ano, mas só conseguiu dar andamento nas negociações sob a mediação da Superintendência Regional do Trabalho (SRT).


Na ocasião, a proposta do Sintasa de reajuste de 12% foi recusada e a contraproposta patronal foi pelo reajuste através do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). De imediato, o Sintasa recusou a proposta. Antes de marcar assembleia com a categoria para apresentar a situação, o Sintasa foi procurado pelo Sindhose que pediu a prorrogação da atual Convenção até o final do ano.


Na videoconferência desta quarta-feira, esta alternativa foi apresentada aos trabalhadores, mas também foi recusada por maioria. Por outro lado, a categoria apresentou uma contraproposta, que seria de aceitar a prorrogação da CCT, desde que seja condicionada ao pagamento do retroativo na folha salarial de janeiro, visto que a data-base do Sintasa é 1 de junho. Então, os gestores pagariam a diferença de 3% dos meses de julho a dezembro, já na folha de janeiro de 2021.


Com esta decisão, o Sintasa vai comunicar oficialmente o Sindhose e aguardar a mediação que está designada para o final deste mês.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação