22 de outubro de 2019
POR: Keizer Santos
Fonte: Prefeitura de Maruim
Em: 22/10/2019 às 12h16

Fábrica de cimento deve gerar mais de 10 mil empregos em Maruim


A expectativa é que a fábrica tenha capacidade de produzir por ano cerca de 4 milhões de toneladas de matéria-prima.


Fábrica de cimento deve gerar mais de 10 mil empregos em Maruim (Foto: Weslem Rosa/ Prefeitura de Maruim)

Fábrica de cimento deve gerar mais de 10 mil empregos em Maruim (Foto: Weslem Rosa/ Prefeitura de Maruim)


Com a participação de cerca de 400 pessoas, aconteceu na noite desta segunda-feira (21), no Clube Municipal João Gonçalves dos Santos, em Maruim/SE, audiência pública com objetivo de apresentar o projeto de instalação da fábrica de cimento e mina de calcário e argila no município de Maruim. A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), responsável pelo projeto, estima gerar 2.500 empregos diretos e outros 10 mil durante a construção da fábrica. Na produção, a previsão é que sejam gerados 500 empregos diretos e 2 mil indiretos.


Durante a explanação, o gerente ambiental da CSN, Alexandre Ferreira, explanou sobre a necessidade da mina para retirada de calcário e da argila, que são minerais utilizados na fabricação do cimento. A expectativa é que a fábrica tenha capacidade de produzir por ano cerca de 4 milhões de toneladas de matéria-prima. Além disso, o gerente explicou que esta execução mudará o cenário econômico local e estadual, pois outras empresas devem ser instaladas com objetivo de fornecer materiais, serviços e outras atividades diretas e indiretas a Companhia Siderúrgica Nacional.


A CSN contratou uma empresa, que fez análise para identificar os impactos, que poderão ser causados na região. A empresa pretende realizar programas socioambientais; monitoramento da qualidade do ar, das águas e do solo; recuperação de áreas impactadas; auditorias ambientais; monitoramento de ruídos e compensação ambiental. O investimento de mais de R$ 1 bilhão de reais é a garantia de uma produção a seco, sem usar água, que favorece a diminuição do consumo de energia e combustíveis, muito importante para redução de poluição no ar.


O prefeito de Maruim Jeferson Santana não escondeu sua alegria durante discurso na audiência pública. “Com muita alegria, externo votos de agradecimentos aos empresários e ao Governo de Sergipe, que não mediram esforços na viabilização de projeto em Maruim. A partir da instalação desta fábrica, será um divisor do antes e depois, um marco na história do município, que deve gerar empregos e transformar consideravelmente a vida de milhares de maruinenses e moradores de áreas adjacentes”, afirmou.


O secretário de Indústria e Comércio do Município de Maruim, Jackson Andrade, também destacou, que o município vem buscando atrair outros investimentos, que somados devem melhorar a qualidade de vida da população. “Quando iniciamos os primeiros contatos com os representantes da CSN, tivemos a certeza que ali nascia um grande empreendimento por conta da seriedade e da credibilidade de uma empresa que tem experiência no mercado e tem o respeito dos investidores. Também ressalto o apoio incondicional do Governo do Estado neste projeto, que a partir do nosso portfólio cadastrado na Companhia de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Codise), sugeriu investimentos para o nosso município, destacou o secretário municipal.


A fábrica de Maruim será a primeira da CSN no Nordeste e a terceira em todo o país. De acordo com representantes da empresa, a unidade de Maruim deve ser construídas nos moldes da unidade instalada em Arcos/MG.


A audiência reuniu autoridades, empresários e representantes das comunidades envolvidas no projeto. O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia, José Augusto Pereira de Carvalho, representou o governador do Estado, Belivaldo Chagas. Também participaram da audiência o diretor-presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), Gilvan Dias; o coordenador de Meio Ambiente da Petrobras, Paulo Alceu; o supervisor de Engenharia e Planejamento da Energisa, André Silva Rosário; a analista de Planejamento da Energisa, Criscia Barbosa; o gerente geral de Projetos da CSN, Sérgio Longo; o gerente de Projetos da CSN, LuizAlpes Barreto; os vereadores de Maruim: Moisés Azevedo, Ermerson Porto, Clóvis Menezes, Júnior Santana e a presidente da Câmara, Maria Angélica de Jesus. A vereadora Arlinda Vieira justificou a ausência com atestado médico. Os secretários municipais Professor Souza (Educação), Pedro Henrique Coutinho (Administração), Gilton Rezende (Cultura e Turismo), José Wilson Santana (Articulação Política), Mário Sérgio (Esporte e Lazer) e o chefe da Guarda Municipal, Valfrides Viana também compareceram à audiência pública, que contou ainda com a participação do ex-prefeito Murilo Mota de Oliveira; Stênio Maynart e Júnior da Ipanema.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação