Aracaju (SE), 19 de agosto de 2022
POR: Daiana Barasa
Fonte: Assessoria Datitia
Em: 02/08/2022 às 15h04
Pub.: 02 de agosto de 2022

Como as emoções podem influenciar na fertilidade feminina?


A ansiedade é um dos principais fatores que impedem a mulher de engravidar.


Como as emoções podem influenciar na fertilidade feminina? - Foto: Assessoria Datitia

Como as emoções podem influenciar na fertilidade feminina? - Foto: Assessoria Datitia


Lidar com a infertilidade costuma ser um processo muito doloroso para muitas mulheres. Tentativas frustradas e o olhar contínuo no calendário para não perder de vista a ovulação passa a se tornar uma rotina na vida de muitas mulheres. 


A ansiedade chega a ser inevitável e pode ser gerada por inúmeros fatores: autocobrança; cobrança de familiares e, em alguns casos, do próprio marido; idade que vai avançando, etc.


Mais do que o tratamento para a fertilidade, os médicos orientam como fator fundamental os cuidados com a área emocional, afinal essa é a área mais afetada durante o processo. 


O ginecologista e obstetra, Carlos Moraes, também membro da FEBRASGO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), acredita que mente e corpo estão sempre associados e que o tratamento para a infertilidade não deve ser apenas ao órgão afetado, mas deve englobar o corpo todo.


Como o estresse atrapalha o processo da ovulação?
O site de roupa infantil, Datitia, também especialista no assunto da maternidade e comportamento infantil, traz alguns esclarecimentos de como o emocional afeta diretamente o sonho de muitas mulheres de serem mães.


Quando a mulher está sob fortes emoções, é liberado excesso de cortisol no organismo, conhecido como o hormônio do estresse. Muitas mulheres já experimentaram episódios como o atraso da menstruação devido à ansiedade por algum evento importante ou até mesmo por preocupação em estar grávida.


O sistema nervoso atua como em cadeia (o hipotálamo estimula a hipófise, que é responsável por estimular o ovário).


O problema é que o hipotálamo que recebe circuitos neuronais do sistema límbico, responsável pelas emoções, é negativamente afetado pelo excesso de cortisol, o que afeta a conexão com a hipófise, gerando como consequência o prolongamento da infertilidade.


Assim que a mulher identifica dificuldades para engravidar, é fundamental junto ao tratamento médico, que se faça o acompanhamento com um especialista em psicoterapia, fundamental para dar apoio durante o tratamento para engravidar que ajude a mulher a melhor lidar com as suas emoções, como a ansiedade.


Você imaginava que além do tratamento médico, o apoio psicológico também é essencial para casos de infertilidade?

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação