Aracaju (SE), 19 de agosto de 2022
POR: Ascom Unimed
Fonte: Ascom Unimed
Em: 12/07/2022 às 11h40
Pub.: 13 de julho de 2022

Cuidados simples podem prevenir alergias respiratórias no Inverno


Alexandre Chierici, médico otorrinolaringologista cooperado Unimed Sergipe - Foto: Ascom Unimed SE

Alexandre Chierici, médico otorrinolaringologista cooperado Unimed Sergipe - Foto: Ascom Unimed SE

Oficialmente, o Inverno iniciou no Brasil no mês de junho. Com ele, vieram também o aumento de chuvas e oscilações na temperatura, o que acaba gerando alergias respiratórias. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população brasileira tem algum tipo de alergia, e essas podem ser intensificadas durante a estação.


"A alergia respiratória pode ser considerada como uma resposta exacerbada do nosso sistema imunológico às impurezas do ar.  As mais comuns no inverno são as rinossinusites alérgicas,  que afetam as vias respiratórias altas e as bronquites, e a asma, que afeta a via respiratória baixa. Elas são comumente causadas por poeira, fumaça, fungos, ácaros e ainda temos as rinites vasomotoras causadas pela mudança de temperatura", explica o médico otorrinolaringologista cooperado Unimed Sergipe, Alexandre Chierici.


Manter os ambientes arejados e recebendo luz solar, evitar acúmulo de poeira, lavar casacos e outras roupas que há muito tempo estavam guardadas são maneiras de se prevenir as alergias respiratórias. Tomar bastante água realizar limpezas nasais também ajudam a remover as impurezas que provocam as crises.


"É sempre aconselhável quando o paciente persistir com sintomas por mais de três dias, nos casos leves, procurar ajuda de um profissional capacitado e evitar a automedicação. E nos casos mais graves procurar ajuda médica imediata. Além disso, todos os cuidados que já estamos tomando por conta da Covid-19 também ajudam neste sentido", ressalta o médico.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação