Aracaju (SE), 05 de julho de 2022
POR: Shirley Vidal
Fonte: Asscom Unit
Em: 30/04/2022 às 09h03
Pub.: 02 de maio de 2022

Sem uso de máscaras, a saúde bucal volta a ter destaque


As máscaras são grandes aliadas contra a disseminação do Coronavírus. Mas, depois de dois anos utilizando-as como medida de segurança, muita gente esqueceu que manter um sorriso bonito vai além da aparência. Cuidar da saúde bucal é essencial para evitar que outros vírus e bactérias se alojem nos dentes e na boca, provocando doenças.


Sem uso de máscaras, a saúde bucal volta a ter destaque - Foto: Antonio Cruz | Agência Brasil

Sem uso de máscaras, a saúde bucal volta a ter destaque - Foto: Antonio Cruz | Agência Brasil


Segundo o professor do curso de Odontologia da Universidade Tiradentes (Unit), Tauan Rosa, manter a higiene bucal é fundamental para prevenir patologias associadas aos microorganismos que se alojam nos restos de comida, como a cárie e a gengivite, que podem agravar-se e evoluir para a remoção do dente. Além disso, auxilia no processo digestivo e possibilita uma aparência saudável.


“Podemos usar como exemplo a doença cárie. A higienização desorganiza a placa cariogênica, que é o acúmulo de resíduos alimentares e bactérias que vivem em nossa boca, impedindo o processo de desmineralização dos dentes e a formação de cavidades em sua superfície. Por isso, é fundamental manter a higiene bucal, assim conseguimos prevenir diversos problemas”, explica.


Além de preservar a saúde bucal do indivíduo, a manutenção de uma limpeza oral adequada regula o tônus dos tecidos da boca. A principal maneira para manter a higiene bucal é por meio da utilização de escovas de dente e fio dental. “O ideal é higienizar os dentes sempre após a alimentação, através da escovação, utilizando escovas com cerdas macias e de cabeça pequena. O uso do fio dental é indispensável para higienizar os espaços entre os dentes”, diz o professor.


“A escovação da língua também é fundamental para prevenir doenças como a halitose (mau hálito). Métodos auxiliares, a exemplo de escovas interdentais, bochechos, raspadores de língua, podem ser utilizados e devem ser sempre indicados pelo dentista”, ressalta.


A higiene da boca deve ser realizada em casa pela própria pessoa e pelo dentista através de consultas regulares.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação