Aracaju (SE), 26 de novembro de 2021
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 17/11/2021 às 15h38
Pub.: 17 de novembro de 2021

No dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata um alerta para a prevenção


Nesta quarta-feira, 17, Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, o diretor de Atenção Primária à Saúde, João Paulo Brito, foi enfático ao falar sobre a importância do cuidado preventivo do homem à sua saúde. Embora no Novembro Azul haja um destaque maior para o câncer de próstata, segundo ele é essencial que o homem jogue fora preconceitos, passe a frequentar consultórios médicos e zele integralmente pelo seu maior patrimônio pessoal que é a saúde.


No dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata um alerta para a prevenção (Foto: SES/SE)

No dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata um alerta para a prevenção (Foto: SES/SE)


E está na Atenção Primária a porta que leva ao cuidado, que se traduz em um conjunto de atividades que vão da prevenção, com orientação à população masculina sobre fatores de risco e importância do diagnóstico precoce, aos cuidados com a recuperação do paciente no pós-cirúrgico, bem como no acompanhamento e tratamento daqueles que não tiveram indicação para cirurgia.


“A Atenção Primária está envolvida desde o processo de prevenir, à identificação precoce, à promoção à saúde, com atividades principalmente de educação, de orientação dessa população, e também na reabilitação do usuário”, salientou João Paulo Brito. Reconhece o diretor que estratégias precisam ser articuladas para atrair os homens às unidades básicas, já que, comprovadamente eles procuram muito menos os serviços de saúde na Atenção Primária do que as mulheres.


Segundo ele, em geral os homens só procuram os serviços de saúde em situação aguda, de emergência, enquanto a população feminina incorporou em seu processo de cuidado, em sua cultura, uma relação melhor com os serviços de saúde, procurando-os das mais variadas formas, mas principalmente na da prevenção em questões como a do câncer de mama e de colo de útero, do pré-natal, na busca dos direitos sexuais reprodutivos e dos métodos de contracepção.


Para o diretor, buscar esse homem para que ele acesse as ações de prevenção às doenças é fundamental. “Nesse caso tem muito de educação em saúde e de articulação interdisciplinar, intersetorial, de construir estratégias para que a gente contorne esse processo cultural e chegue mais perto dos homens jovens, das crianças”, considerou João Paulo Brito.


O diretor salientou que a Política Nacional de Saúde do Homem tem o Novembro Azul como uma diretriz importante, que traz no conjunto das discussões o câncer de próstata, mas observa que as causas externas também merecem atenção. Isso porque, são elas que mais matam os homens, sejam os acidentes de trânsito ou as perfurações por arma de fogo ou branca.


Ele concluiu que é preciso diminuir o comportamento de risco no trânsito, discutir comunicação saudável e modos de se relacionar que não sejam baseados em violência. “Assim é possível intervir, de certa forma, nesse alto índice de mortalidade por causas externas”, atentou.


Huse
No Centro de Oncologia do Huse, mais de 400 pacientes são acompanhados pelo serviço para o tratamento de câncer de próstata. Os pacientes passam por consultas, tratamento de radioterapia e hormonioterapia e seguem sendo acompanhados pelo especialista. Para este ano, o Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima o surgimento de 65 mil casos da doença, mas, com o diagnóstico precoce, as chances de cura são de 90%.


O oncologista clínico do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Rafael Lessa, ressalta que o câncer de próstata é muito comum em idosos, mas faz o alerta de que cada vez mais o diagnóstico acontece também em pessoas mais jovens. “Todo homem a partir dos 50 anos já deve começar a conversar com seu urologista sobre a realização de exames de prevenção e aqueles que têm algum outro fator de risco como obesidade e histórico da doença na família precisam conversar sobre exames de prevenção um pouco mais cedo, a partir dos 45 anos”, aconselhou.


Carreta
Em parceria com municípios que solicitaram o serviço, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) disponibiliza neste Novembro Azul a Carreata do Homem, equipada com aparelho de ultrassonografia que permite, entre outros exames, o rastreamento do câncer de próstata. A ação começou no último dia nove pelo município de Japaratuba, esteve em General Maynard na quinta-feira, 11 e em Ilha das Flores ontem, 16.


Nesta quarta-feira, 17, a Carreta do Homem está em Cedro de São João e, na sequência, em Japoatã (18), Cumbe (24), Maruim (26 e 27), Rosário do Catete (30), Lagarto (02/12), Divina Pastora (07) e Capela (09). “Nossa meta é promover a saúde integral do homem, aproveitando a campanha do Novembro Azul para trazê-lo para o serviço, embora o foco maior seja a prevenção do câncer de próstata”, enfatizou a assessora técnica da Coordenadoria Estadual de Atenção Ambulatorial, Samira Silva Almeida.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação