Aracaju (SE), 16 de setembro de 2021
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 27/07/2021 às 13h37
Atualizada: 27/07/2021 às 13h41
Pub.: 27 de julho de 2021

Consulta ao pediatra no pré-natal pode assegurar boa saúde ao bebê


Nesta terça-feira, 27, é comemorado o Dia do Pediatra. Quem fala sobre a profissão é a médica Roseane Lima Santos Porto, diretora técnica da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). Ela conta sobre o papel desse especialista na consulta do pré-natal e nos dois primeiros anos.


Consulta ao pediatra no pré-natal pode assegurar boa saúde ao bebê (Foto: SES/SE)

Consulta ao pediatra no pré-natal pode assegurar boa saúde ao bebê (Foto: SES/SE)


Ela explica que a pediatria lida com a prevenção de doenças, observando que o seguimento do pediatra inicia no pré-natal e segue com consultas a criança, principalmente, até os dois anos de idade. “As intervenções precoces favorecem a identificação de problemas nutricionais e no desenvolvimento neuropsicomotor”, explica Roseane.


A médica atenta que a consulta ao pediatra deve começar logo no pré-natal e não só depois do nascimento do bebê. “Culturalmente a consulta de pré-natal é realizada apenas com o obstetra. A pediatria está cada vez mais tentando inserir também o pediatra na consulta durante a gestação, mostrando a grande relevância para o bebê e para a família”, observa.


Vínculo
A médica esclarece que a consulta do pré-natal com um pediatra cria um vínculo com a família e já que o pediatra vai ser o médico da criança por um bom tempo, é de grande importância tirar dúvidas a respeito das novas rotinas que vão surgir com a chegada de um bebê no ambiente da casa. “Aconselhar e informar sobre o parto, principalmente em relação ao recém-nascido, falando da amamentação e outras formas de contato nas primeiras horas de vida é muito importante”, ressaltou a médica.


Roseane conclui atentando para as doenças que se manifestam na idade adulta e que, na verdade, começam muito cedo. “O exemplo mais conhecido e estudado é das doenças cardiovasculares. O pediatra precisa saber, por exemplo, quando a família tem histórico de doenças cardíacas, diabetes e osteoporose”, conclui.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação