Aracaju (SE), 16 de setembro de 2021
POR: Pábulo Henrique
Fonte: Assessoria Sargento Byron
Em: 14/09/2021 às 11h22
Pub.: 14 de setembro de 2021

"Orla Sul é uma obra que já nasceu velha", critica vereador Sargento Byron


"Orla Sul é uma obra que já nasceu velha", critica vereador Sargento Byron (Foto: Assessoria Sargento Byron)

"Orla Sul é uma obra que já nasceu velha", critica vereador Sargento Byron (Foto: Assessoria Sargento Byron)

O vereador de Aracaju, Sargento Byron (Republicanos), usou o Pequeno Expediente da Sessão Ordinária da Câmara de Aracaju (CMA), desta terça-feira, 14,  para criticar os problemas relacionados à acessibilidade do primeiro trecho da Orla Sul, cartão postal inaugurado, neste ano, pelo Governo de Sergipe, em Aracaju. Para o parlamentar, a inauguração de uma obra como essa - com problemas de acessibilidade e descumprimento das leis de inclusão social - mostra as faltas de sensibilidade e compromisso com a pessoa com deficiência.


A Orla Sul foi construída com o objetivo de se tornar um dos principais cartões postais da capital sergipana. Desde a entrega, Byron vem sinalizando os problemas e cobrando que sejam feitos os reparos necessários que vão garantir segurança a essa parcela da população.


“É inaceitável que, em pleno século 21, obras como essas sejam entregues à população. A Orla Sul já nasceu velha, sem acessibilidade e com vários problemas estruturantes. Fui atrás de informações para saber quem é o responsável. A obra foi entregue pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), e por isso suplico ao governador Belivaldo Chagas para que sejam feitos os ajustes daquela grande obra. Não podemos aceitar que espaços públicos funcionem sem que ocorra a inclusão de todos os cidadãos. É lamentável e vergonhoso”, opinou o parlamentar.


Byron destacou que outros agentes públicos que atuam em defesa dos direitos das pessoas com deficiência também já fiscalizaram e fizeram reinvidicações. “Precisamos nos colocar no lugar dessas pessoas, ouvir o que elas estão falando. É necessário sensibilidade, algo que sinto falta no poder público. Que as demandas feitas aqui e pelos agentes públicos sejam ouvidas e atendidas”, finalizou.


Vagas para PCD no concurso da Câmara
O vereador prestigiou a divulgação da data de realização do concurso público da Câmara de Aracaju. As primeiras provas ocorrerão no dia 5 de dezembro. O concurso disponibilizará três vagas para pessoas com deficiência (duas ensino médio e técnico e uma nível superior), além duas vagas para intérprete e tradutor de libras.


Para Byron, além de cumprir o que determina as leis brasileiras de inclusão, a inclusão de vagas para pessoas com deficiência e técnicos na língua de sinais mostra a preocupação da gestão em incluir e garantir direitos a essa parcela da população. “O primeiro passo da gestão do presidente Nitinho que demonstra a preocupação com a inclusão social das pessoas com deficiência foi exatamente a obra estruturante que vem sendo feita no prédio parlamentar. Agora, a Casa será mais inclusiva e acessível para todos os cidadãos. Parabéns ao presidente pelo concurso público e, principalmente, por garantir que todos os cidadãos sejam contemplados com as vagas”, parabenizou.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação