Aracaju (SE), 15 de agosto de 2022
POR: Asscom Unit
Fonte: Asscom Unit
Em: 29/06/2022 às 13h02
Pub.: 29 de junho de 2022

Professores de Psicologia explicam: o que é preciso saber antes de ser psicólogo?


Há quem diga que a Psicologia não é uma ciência. Há quem a defenda e sonhe em se formar um psicólogo para ajudar outras pessoas a passarem pelos processos mentais de maneira a mudar comportamentos negativos. O estudo dessa área é plural e deve ser aplicado por um psicólogo graduado, capacitado para desenvolver técnicas e métodos científicos.


Professores de Psicologia explicam: o que é preciso saber antes de ser psicólogo? - Foto: Asscom Unit

Professores de Psicologia explicam: o que é preciso saber antes de ser psicólogo? - Foto: Asscom Unit


Do grego antigo, as palavras psyque significa mente e logos, conhecimento ou estudo. Juntas, formam o vocábulo que refere-se à “ciência que trata dos estados e processos mentais, do comportamento do ser humano e de suas interações com um ambiente físico e social” (Dicionário Oxford), a Psicologia.


“A Psicologia está fundamentada por métodos científicos baseados em fatos empíricos, experimentações e análises teóricas sobre os processos da mente e do comportamento humano, portanto trata-se de uma ciência”, explica a professora do curso de Psicologia da Universidade Tiradentes, Jamile Teles.


Por isso, para se capacitar nesta ciência, é necessário fazer uma graduação. “Diversos são os cenários terapêuticos alternativos disponibilizados no mercado, mas nenhum deles com a consolidação científica da Psicologia. Graduar-se em Psicologia é colocar-se no mercado em uma das profissões mais requisitadas no mercado de trabalho, e uma das mais emergentes na área de saúde”, justifica.


Saúde Mental
Atualmente, o Brasil é o país mais ansioso do mundo, com 9,3% da população ansiosa, e o segundo maior das Américas com depressão, sendo que tal doença atinge 5,8% da população. Esse número sugere um cuidado e manutenção da saúde mental, como explica o também docente da Unit, Cleberson Costa. 


“O profissional em Psicologia é fundamental nos processos de saúde mental por conta do seu amplo conhecimento sobre processos psicológicos básicos, ou seja, possui amplo conhecimento para investigar a origem de desconfortos mentais no sujeito, e possui ferramentas para melhor desenvolver e adaptar este sujeito ao seu meio, promovendo bem-estar mental e uma melhora na qualidade de vida”, diz.


O mito do divã
Um grande mito é pensar que ao procurar um psicólogo, o indivíduo será colocado em um divã. “A introdução do divã foi feita por Sigmund Freud, conhecido como o Pai da Psicanálise, com a finalidade de proporcionar aos seus pacientes um ambiente mais confortável, uma vez que por estarem de costas para o psicanalista, sem o contato direto do olhar, estariam desprovidos de resistências ou defesas, assim permitiriam melhor associação de pensamentos e um foco maior com o seu interior”, explica Costa.


Na Psicologia existem outras abordagens teóricas como a Humanista-Existencial, Comportamental, Cognitiva… e em cada uma delas existe uma especificidade na técnica e no manejo. Por essa razão, nem todos psicólogos usam o divã, que pode ser substituído por outros recursos que proporcionem conforto ao paciente para falar sobre seus conteúdos emocionais.


No entanto, ser um psicólogo não o coloca em posição de ser o seu próprio terapeuta, como muitos possam pensar. “O conhecimento da Psicologia possibilita a compreensão dos sentimentos, emoções e comportamentos e isso é muito importante para o autoconhecimento. No entanto, isso não consolida o psicólogo como seu próprio terapeuta. É importante que ele faça psicoterapia para lidar com seus conteúdos emocionais e separá-los dos seus pacientes”, destaca Costa.


A Psicologia é uma ciência com amplas áreas de atuação. A mais conhecida está associada ao consultório (atendimento clínico), mas existem outras áreas de atuação como:  Psicologia Jurídica, Psicologia Organizacional, Psicologia Escolar, Psicologia do Esporte, Psicologia Hospitalar, Psicologia Social/Comunitária, entre outras.


“Sem dúvidas, a Psicologia está por toda sociedade cuidando de pessoas com sua subjetividade, dores e afeto. É uma das profissões com maior crescimento na atualidade, pois cada vez mais é necessário falar e cuidar da saúde mental para obter qualidade de vida”, reforça a professora Jamile.


Graduação
Para quem quer graduar-se em Psicologia, a Universidade Tiradentes oferece um dos cursos mais tradicionais, com mais de 20 anos de existência. O curso dispõe de diversos professores referências nas áreas de atuação em psicologia, muitos destes com doutoramento. Além disto, o curso possui uma grade curricular que alinha teoria e prática desde os períodos iniciais, aproximando o aluno do cenário profissional desde o princípio.


O curso de Psicologia da Unit possui laboratórios de Avaliação Psicológica e Neuroanatomia, além de uma sala exclusiva para Intervenções Grupais. Tem parceria com diversas instituições nas áreas da hospitalar, escolar, empresarial, jurídica e social, o que possibilita aos acadêmicos uma vasta vivência nas diferentes áreas de atuação. 


Além disso, dispõe de uma excelente clínica-escola, que funciona como centro de estágios em psicologia clínica, com mais de 10 salas prontas para atendimentos individuais e grupais, e materiais específicos para o atendimento dos diferentes públicos.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação