Aracaju (SE), 23 de maio de 2022
POR: Prefeitura de Aracaju
Fonte: Prefeitura de Aracaju
Em: 27/12/2021 às 07h01
Pub.: 27 de dezembro de 2021

Elaboração do Plano de Manejo do Parque Rio Poxim entra em nova etapa


Parte do Planejamento Estratégico 2021-2024, a criação da Unidade Ecológica de Conservação do rio Poxim é uma das prioridades da Prefeitura de Aracaju no âmbito das políticas públicas ambientais. Atualmente, a gestão municipal se debruça em torno da elaboração do Plano de Manejo que, dividido em cinco etapas, acaba de avançar para a terceira, a qual corresponde ao zoneamento da unidade, passo fundamental para concretizar o documento final.


Elaboração do Plano de Manejo do Parque Rio Poxim entra em nova etapa (Foto: Prefeitura de Aracaju)

Elaboração do Plano de Manejo do Parque Rio Poxim entra em nova etapa (Foto: Prefeitura de Aracaju)


Assim como as demais ações desenvolvidas pela gestão, a criação da unidade está baseada em estudos técnicos e conhecimentos fundamentados, por isto, as etapas do Plano de Manejo se fazem essenciais, como aponta o secretário municipal do Meio Ambiente, Alan Alexander Lemos. 


“Não se faz política pública boa e coerente se não tem conhecimento e informação adequada sobre o que está se tratando. Na Prefeitura, a utilização disso tem sido uma sinalização completa, em todos os setores. A inteligência, o conhecimento, a técnica e a ciência são instrumentos fundamentais para se fazer uma política pública que atenda os objetivos gerais. Além de estar prevista no Planejamento Estratégico, a criação da unidade, bem como todas as etapas de desenvolvimento do Plano de Manejo, confirmam o compromisso da gestão com a agenda ambiental”, salienta Alan. 


A criação da unidade faz parte, ainda, do Programa de Requalificação Urbana - Construindo para o Futuro - , um pacote de investimentos executado pela Prefeitura com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).


De acordo com o secretário Alan, uma empresa foi contratada para a execução do diagnóstico do Plano. Finalizada a apresentação deste diagnóstico, a elaboração do Plano de Manejo avança na etapa do zoneamento, que definirá os setores ou zonas que devem estabelecer as normas e restrições de uso do local. 


“De forma geral, o estudo realizado visa compreender como o Parque Rio Poxim se insere no tecido urbano dentro da cidade e como deve ser utilizado, mantendo os ativos ambientais preservados. Esse diagnóstico analisa as condições do solo, da flora, da fauna, então, faz todo um aparato de diversos segmentos que compõem o parque. Com esse estudo, já iniciamos a terceira fase, que corresponde ao zoneamento, assim, entendemos as sensibilidades. É a partir do zoneamento que se constrói efetivamente o Plano de Manejo”, explica o secretário. 


Com 174 hectares, o que corresponde à área de mais de 170 campos de futebol, a unidade de conservação Parque Rio Poxim tem como principal função preservar o ecossistema de manguezal existente na região e evitar o intenso processo de ocupação territorial e de degradação. Focar em seu cuidado é preparar a cidade para o futuro. 


“Quando o Plano de Manejo for concluído, contendo as regras de funcionamento, as limitações, graus de sensibilidade e restrições, teremos uma área para um futuro centro de educação ambiental, um centro de estudos e pesquisas, além de um espaço para eventuais atividades de lazer e turismo, tudo isso com o foco na preservação e conservação ambiental e com o aparato de um comitê gestor”, destaca Alan. 

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação