Aracaju (SE), 19 de junho de 2021
POR: Stephanie Macêdo
Fonte: Alese
Em: 31/05/2021 às 00h00
Pub.: 04 de junho de 2021

Sergipe se despede do maestro Luiz Almeida D´Ánunciação, o Pinduca


Sergipe despediu-se do talentoso maestro Luiz Almeida D’Ánunciação. Popularmente conhecido como Pinduca, o artista era amplamente conhecido em todo o mundo por ser concertista, autor, compositor e pesquisador, com formação nos Seminários de Música da Universidade Federal da Bahia entre os anos de 1956 a 1959.  O maestro faleceu no último dia 21, com 92 anos de idade.


Sergipe se despede do maestro Luiz Almeida D´ Ánunciação, o Pinduca (Foto: Divulgação)

Sergipe se despede do maestro Luiz Almeida D´ Ánunciação, o Pinduca (Foto: Divulgação)


Maestro Pinduca nasceu em Própria, em 1928. Desde menino aprendeu a tocar com o seu pai, na banda local. Durante os anos se organizou e dirigiu sua própria orquestra em Aracaju, animando bailes, fazendo apresentações e tocando nos auditórios do rádio.


Shows pelo mundo
Habilidoso, cursou percussão na Universidade do Colorado, em Boulder, Estados Unidos. Foi aluno, de Vibrafone, de Phill Krauss em Nova Iorque, de Marimba, de José Bethancourt, em Chicago, tendo ainda estudado percussão cubana com José Helário Amat e Lino Neira Benthacourt, em Havana, em 1996.


Pinduca preparou os instrumentos de percussão da Orquestra Sinfônica Brasileira nas excursões da Europa, dos Estados Unidos e do Canadá, sob a direção do maestro Isaak Karabchewsky, sem deixar suas funções de professor/orientador na implantação do Curso de Percussão da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, depois de ter sido integrante, por 18 anos, do elenco da TV – Globo, como percussionista, arranjador e regente.


Livros
Pinduca foi autor de vários livros.  Do Manual de Percussão, em 4 volumes, divididos em 14 cadernos e 2 livros, assim distribuídos: Instrumentos da Rítmica Brasileira: Caderno 1 – O Berimbau; 2 – O Pandeiro Estilo Brasileiro; 3 – O Surdo de Repenique; 4 – A Ginga do Surdo no Samba; 5 – Tambores de Percussão Direta.


A Técnica para Instrumentos Barrafônicos: Livro A – Técnica a 2 baquetas; Livro B – Técnica a 4 baquetas. Estudos de Técnica para a Caixa-clara: Caderno 1- Inicial, 2- Rulo; 3- Ornamentos; 4- Adiantados. A Técnica para os Instrumentos da Percussão Complementar: Caderno 1- Triângulo; 2- Pratos (Tam-Tam, Gongo, Crotales); 3- Bombo Sinfônico; 4- O Reco-Reco no repertório sinfônico; 5- o Pandeiro no estilo sinfônico. O próximo livro de Pinduca a ser lançado tem o título de Os Instrumentos Típicos Brasileiros na Obra de Heitor Villa-Lobos.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação