Aracaju (SE), 23 de maio de 2022
POR: Asscom Unit
Fonte: Asscom Unit
Em: 24/01/2022 às 15h44
Pub.: 24 de janeiro de 2022

Endividamento: como evitá-lo e se planejar financeiramente


O cartão de crédito deve ser usado com cuidado e consciência.


O uso excessivo de cartão de crédito é o maior causador de dívidas (Imagem ilustrativa: Freepik)

O uso excessivo de cartão de crédito é o maior causador de dívidas (Imagem ilustrativa: Freepik)


Números do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostram que 60 milhões de brasileiros estão endividados, sendo 30 milhões na categoria de superendividados. O uso de cartão de crédito está em primeiro lugar no acúmulo de dívidas, carnês e financiamento de veículos, em segundo e terceiro lugares.


De acordo com a coordenadora do Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal da Universidade Tiradentes (NAF/Unit), Flávia Karla, a melhor forma de evitar o endividamento e o superendividamento é o planejamento financeiro, levando em consideração todas as receitas e despesas individuais e/ou familiares. “O que eu ganho tem que dar para cobrir esses gastos, que podem ser permanentes ou periódicos”, disse.


A utilização excessiva do cartão de crédito é a principal causa do endividamento. Para Flávia, é importante utilizá-lo com cuidado e consciência. “Utilizar o crédito de forma consciente é verificarmos se realmente precisamos comprar naquele momento, com aquelas parcelas e naquelas condições. Refletindo antes, conseguimos frear a vontade de comprar”, orientou. 


O que mais chama a atenção no uso do cartão de crédito são as facilidades, como aumento de limite e cheque especial. “O risco do uso do crédito é que a gente pode ter um excessivo endividamento achando que tem aquele valor disponível. Mas o crédito que utilizamos hoje, limita o nosso poder financeiro no futuro”, alertou Flávia.


Para quem já está endividado, é necessário traçar um plano para liquidar as dívidas. Depois de estabilizar as contas, é importante fazer uma reserva financeira para necessidades não previstas e estabelecer metas. “Para isso, é preciso sermos firmes e disciplinados”, concluiu a coordenadora.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação