Aracaju (SE), 19 de agosto de 2022
POR: Assessoria SSP/SE
Fonte: Assessoria SSP/SE
Em: 18/07/2022 às 00h00
Pub.: 18 de julho de 2022

Polícia encontra mais de uma tonelada de drogas enterradas


A droga foi encontrada graças aos cães farejadores da Polícia.


Polícia encontra mais de uma tonelada de drogas enterradas - Foto: SSP/SE

Polícia encontra mais de uma tonelada de drogas enterradas - Foto: SSP/SE

Policiais de Sergipe e da Bahia localizaram cerca de uma tonelada de maconha e 21 quilos de pasta base de cocaína. A droga foi encontrada na propriedade rural onde o traficante e ladrão de gado Genivaldo Alves dos Santos, conhecido como “Barrão”, foi morto em confronto com os agentes que o procuravam. A droga estava enterrada e a localização só foi possível graças aos cães farejadores. O imóvel onde o criminoso estava fica no município baiano de Vitória da Conquista.


O delegado Hilton Duarte detalhou que a droga foi encontrada na última sexta-feira (17) e no sábado (16). “Os policiais realizaram um pente fino na propriedade e, graças aos cães farejadores, encontraram uma tonelada de maconha. No dia seguinte, com auxílio de retroescavadeira, seis caixas d’água foram encontradas com 21 quilos de pasta base de cocaína de alto valor financeiro”, detalhou.


Operação
Genivaldo Alves dos Santos fugiu do sistema prisional sergipano no ano de 2014 e, desde então, encontrava-se foragido. Ele figurava na lista formulada pela SSP/SE e pela Polícia Civil de Sergipe como um dos indivíduos mais procurados pela polícia, levando em consideração a extensa ficha criminal e pela extrema violência que utilizava em suas investidas criminosas.


Ele aterrorizou os estados de Sergipe e da Bahia e as investigações para capturá-lo duraram cerca de seis meses, sendo conduzidas pelo Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), com o auxílio da Delegacia de Polícia Civil de Frei Paulo e da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).


Contra Genivaldo Alves dos Santos pesavam dois mandados de prisão preventiva, sendo um expedido pela Justiça Baiana e outro pelo Estado de Sergipe. Ele já tinha sido preso em 2009 e havia fugido do Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho (Compajaf) em 2014.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação