Aracaju (SE), 23 de setembro de 2021
POR: SSP/SE
Fonte: SSP/SE
Em: 16/07/2021 às 07h25
Pub.: 16 de julho de 2021

Operação Acalento: Polícia Civil cumpre mandados de prisão e apura denúncia de crimes envolvendo crianças e adolescentes em Sergipe


Operação é coordenada pelo Ministério da Justiça e acontece em todo o país.


Operação Acalento: Polícia Civil cumpre mandados de prisão e apura denúncia de crimes envolvendo crianças e adolescentes em Sergipe (Foto: SSP/SE)

Operação Acalento: Polícia Civil cumpre mandados de prisão e apura denúncia de crimes envolvendo crianças e adolescentes em Sergipe (Foto: SSP/SE)


A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Atendimento à Criança e ao Adolescente Vítimas (DEACAV/DAGV) de Aracaju, Estância, Itabaiana, Lagarto, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e da Coordenadoria das Delegacias de Polícia Civil do Interior, deflagrou nesta sexta-feira (16), a Operação Acalento.


A ação faz parte de uma operação coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria de Operações Integradas – SEOPI, com o objetivo de combater crimes praticados contra crianças e adolescentes nos 26 estados e no Distrito Federal.


A operação integrada teve início no dia 04 de junho, "Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão", denominado assim pela Organização das Nações Unidas (ONU) como uma data alusiva à reflexão e ao protesto aos diversos tipos de violência perpetrados contra crianças e adolescentes no mundo.


Desde então, a Polícia Civil de Sergipe apurou mais de 240 denúncias registradas entre março de 2020 a maio de 2021, em 10 municípios sergipanos. Foram gerados 88 procedimentos investigativos, 718 crianças e adolescentes vítimas de violência atendidas e a prisão de 12 agressores. A operação empregou 45 policiais civis.


Nesta sexta-feira, o Departamento de Atendimento aos Grupos Vulneráveis (DAGV) de Aracaju também apresenta as estatísticas de mandados de prisão e de procedimentos realizados durante a operação. Segundo os delegados Ronaldo Marinho e Josefa Valéria, titulares da DEACAV, os trabalhos de investigação da unidade foram intensificados nos dia 1º e 20 de junho e nos dias 5 e 16 de julho.


“Registramos em Aracaju durante o período da operação, 158 boletins de ocorrência, 33 denúncias apuradas, 192 vítimas atendidas e 169 diligências realizadas, instauramos 32 inquéritos policiais e cumprimos oito mandados de prisão”, explicaram os delegados.


A delegada Mariana Diniz relembrou a necessidade da denúncia dos crimes contra crianças e adolescentes. “Esta operação é importante pois vem alertar toda a sociedade sobre essa triste realidade que são os crimes contra crianças e adolescentes, e que muitos casos são subnotificados. Reforçamos a importância da denúncia para que a polícia atue e combata esse tipo de crime responsabilizando o agressor. O DAGV funciona 24 horas e estamos atentos e atuando de forma eficaz no combate aos crimes contra grupos vulneráveis”, reforçou.


A delegada Josefa Valéria destacou que as denúncias podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia (181). “Sergipe foi um dos primeiros estados a aderir a esse projeto. Tivemos investigações sobre abandono de incapaz, maus-tratos, mas infelizmente, nosso grande gargalo é a violência sexual contra crianças e adolescente. O trabalho da DEACAV continua. Pedimos apoio à população para que continue denunciando pelo 181. Todas as denúncias estão sendo apuradas”, salientou.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação