Aracaju (SE), 28 de setembro de 2020
POR: Luiz Filipe Macêdo
Fonte:
Em: 24/07/2020 às 14h20
Pub.: 24 de julho de 2020

DrawDowns: Como mudar o cenário negativo :: Por Luiz Filipe Macêdo


Imagem: planodevida.com

Imagem: planodevida.com


Por Luiz Filipe Macêdo*


O conceito de DrawDown é simples: é o declínio de uma situação passada. Em finanças, é a diminuição do seu dinheiro a partir de um valor máximo em determinado período. Para que ele termine é importante traçarmos estratégias e definirmos esforços para passar por esse cenário. O DrawDown acaba quando você consegue igualar a situação máxima anterior.


Como discutido no artigo anterior, vivemos em tempos difíceis, talvez os mais difíceis da nossa história. Grande parte da população mundial teve um decréscimo em sua qualidade de vida, muito devido à perda de renda que acaba afetando nossa vida em uma reação em cadeia. Mas o foco da nossa coluna é investimentos financeiros, então vamos aplicar esse conceito ao nosso tema principal.


Gráfico: B3; Marcações: Autor

Gráfico: B3; Marcações: Autor


Analisemos o gráfico acima que demonstra a Bolsa de Valores Brasileira. Este é um gráfico para um período de cinco anos, onde os pontos em vermelho são os DrawDown dessa amplitude temporal. Atualmente estamos vivendo um declínio bem grande na economia e não se sabe quando irá acabar. Dito isso, precisamos tomar alguns cuidados.


Com a queda da taxa de juros, estamos tendo números históricos de investidores pessoas físicas na bolsa brasileira. Esse grande fluxo de novos investidores em busca de rentabilizar o capital tem valorizado nossa bolsa a cada semana. Quem investiu a partir de março (auge da queda), mesmo sem conhecimento, inevitavelmente ganhou dinheiro. Mas será que estarão preparados para o próximo declínio?


Quem já possui maior experiência com investimentos sabe que durante nossa jornada financeira, passaremos por vários drawdowns, principalmente se for um investidor de renda variável. Como gostamos de dizer, a bolsa sobe caindo.


Para passar por esses períodos de turbulência devemos primeiro manter o equilíbrio emocional, agir racionalmente, então buscar diversificar e adaptar os investimentos para cada cenário, e, por fim, ter paciência, saber que não é o fim do mundo, que vai passar e ter consciência que outros momentos difíceis virão.


Finalizo com um comparativo com as nossas vidas: a gente busca crescer e se desenvolver, mas na vida de todo mundo surgirão vários obstáculos que nos farão muitas vezes cair, mas o importante é sempre levantar e seguir em frente.


Confira todos os artigos AQUI


*Luiz Filipe F. M. Macêdo
Assessor de Investimentos – Real Invest
Contato: https://linktr.ee/lfmacedoaai

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação