Aracaju (SE), 30 de setembro de 2020
POR: Assessoria de Imprensa Unit
Fonte: Assessoria de Imprensa Unit
Em: 04/09/2020 às 08h01
Pub.: 04 de setembro de 2020

Tecnologia possibilita mobilidade acadêmica internacional at home


A utilização da tecnologia como aliada na democratização da internacionalização permitiu a manutenção da mobilidade acadêmica internacional na formação dos alunos do Grupo Tiradentes e de instituições educacionais estrangeiras conveniadas.


Vinícius, Selen, Nathalia (Foto: Assessoria de Imprensa Unit)

Vinícius, Selen, Nathalia (Foto: Assessoria de Imprensa Unit)


Exemplo disso é a parceria com a Universidade de Santo Tomás (USTA), que começou em 2015, com o primeiro convênio de cooperação, e foi renovado para mais cinco anos. “Diversas iniciativas podem surgir de um acordo deste tipo e a primeira foi no semestre 2020.1, quando uma aluna da Unit Sergipe foi à instituição com bolsa integral de moradia e alimentação, da mesma forma, uma aluna da USTA foi recebida na Universidade Tiradentes para cursar um semestre como bolsista”, conta Selen Carneiro,  coordenadora de Relações Internacionais, do Grupo Tiradentes.


Apesar da pandemia, o programa não foi suspenso graças à tecnologia que permitiu a internacionalização at home. “A instituição inova ao oferecer a oportunidade de alunos internacionais participarem de disciplinas em sua instituição mesmo à distância. Os estudantes selecionados serão os primeiros do Grupo Tiradentes a realizarem sua mobilidade neste formato e não terão custos adicionais na mensalidade já que esta ação é fruto de uma longa parceria entre as instituições”, informa Selen.


Neste semestre dois alunos da Unit Sergipe, irão cursar uma disciplina online na USTA. Um deles é Vinícius José Santana de Mendonça, de 25 anos. O estudante do 60 período de Ciência da Computação vive a expectativa da primeira experiência acadêmica internacional. “Sei da importância de um intercâmbio para meu currículo. Estou aprendendo muito em outra língua (espanhol), além de conhecer um pouco os costumes das pessoas da Colômbia. Infelizmente, não teve como ser presencialmente por conta da pandemia, mas futuramente participarei”, revela Vinícius.


De acordo com Selen Carneiro, a escolha dos alunos, em todos os programas, é feita por meio de Edital, entretanto, o curto prazo para seleção e inscrição levou a Coordenação de Relações Internacionais a propor uma abordagem diferente para as coordenações de curso. “Neste programa, os alunos participantes foram indicações da coordenação do curso com base em critérios de mérito acadêmico”, esclarece Selen.


Em busca de uma formação qualificada e preparada para o mundo globalizado, Nathalia Freitas de Menezes, de 20 anos, aluna do 5° período do curso Sistemas de Informação, não pensou duas vezes em se candidatar ao programa de intercâmbio. Estreante em mobilidade acadêmica, em janeiro deste ano ela desembarcou na Colômbia para cinco meses de estudos e um aprendizado que enriqueceu o currículo acadêmico. “Foi a minha primeira vez fora do Brasil e uma experiência bem gratificante. O cuidado e responsabilidade que a USTA teve para com os alunos foi incrível. Desde o momento que saí do avião até a volta para o Brasil, eles acompanharam tudo, dando o suporte necessário junto com a Unit. Em relação às aulas, o nível foi muito parecido com o do Brasil, mudando apenas o idioma. O que também foi muito bom pois melhorei, e muito, meu espanhol”, conta.


Desde que a parceria com a USTA começou, três alunos da UNIT-SE já foram diretamente beneficiados, uma através da mobilidade presencial e dois através das oportunidades virtuais. A expectativa da Coordenação de Relações Internacionais é aumentar esse número. “O objetivo de iniciativas como esta é conseguir abranger cada vez mais alunos nas vivências internacionais e a Universidade de Santo Tomás tem provado ser uma grande parceira nesse tipo programa”, finaliza Selen.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação