21 de fevereiro de 2020
POR: ConJur
Fonte: ConJur
Em: 19/02/2020 às 18h18

TJ-SP inclui ex-mulher de sócio em execução de dívidas de empresa


Embora não tenha assinado o contrato de investimento que fundamenta a execução, a esposa do sócio de uma empresa, em casamento com comunhão parcial de bens, foi beneficiada pelo aumento do patrimônio comum do casal e, portanto, também deve ser responsabilizada.


Confira matéria completa em ConJur

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação