08 de junho de 2017
POR: Givaldo Batista dos Santos
Fonte: Assessoria Seel/SE
Em: 07/06/2017 às 00h00

Ministro do Esporte prestigia abertura de Mundial Escolar de Triathlon em Aracaju


O Ministro do Esporte, Leonardo Picciani, será uma das presenças de destaque na solenidade de abertura do Campeonato Mundial Escolar de Triathlon, competição que será disputado nos dias 9 e 10 de junho, na Orla de Atalaia. Além do ministro, o governador Jackson Barreto e outras autoridades, como deputados federais, estaduais e vereadores, autoridades esportivas prometem prestigiar o evento internacional. A solenidade de abertura da competição acontece nesta quinta-feira às 16h00, na sede do Projeto Tamar.  


Ministro do Esporte prestigia abertura de Mundial Escolar de Triathlon em Aracaju (Foto: Assessoria Seel/SE)

Ministro do Esporte prestigia abertura de Mundial Escolar de Triathlon em Aracaju (Foto: Assessoria Seel/SE)


Entre os dias 6 e 12 de junho, Aracaju se transforma na capital mundial do Triathlon Escolar. A cidade sediará mais uma edição do Mundial de Triathlon Escolar, evento promovido pela International School Sport Federation (ISF), com apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e a Juventude (Seel) e da Prefeitura Municipal de Aracaju, através da Secretaria da Juventude e do Esporte (Sejesp). A abertura oficial do campeonato será nesta quinta-feira, 08, com a presença do governador Jackson Barreto e do ministro dos Esportes, Leonardo Picciani.


O campeonato, que faz parte do calendário internacional da ISF, terá como palco a Orla de Atalaia. São mais de 100 participantes no Mundial, entre eles um atleta sergipano, Cléverton Gomes Santos, do Colégio Estadual Gonçalo Rollemberg Leite, que participará do campeonato na categoria sub-16 (a outra categoria é sub 18).


A expectativa é que o Brasil conquiste resultados significativos, consolidando-se como uma potência no desporto escolar também nessa modalidade. Além do Brasil, os países que se destacam na competição são: Chile, Alemanha, França e Hungria. A última edição foi realizada nos Jardins de Versailles, na França.
 
A escolha por Aracaju para sediar o Mundial foi em decorrência de a capital sergipana reunir todas as condições logísticas, para receber o evento. 


A competição também conta com o apoio global de Kinder + Sport, projeto do grupo italiano de alimentação Ferrero (Nutella), que tem como objetivo incentivar a prática esportiva e promover integração de crianças e adolescentes. O Mundial Escolar conta ainda com apoio da Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), da Federação de Triathlon de Sergipe (Fetrise) e da Federação Sergipana de Desporto Escolar (FSDE).


A prova
A Orla de Atalaia, mais precisamente a região dos lagos, será palco da competição, que reúne três modalidades esportivas. São 750 metros de natação, disputados em um dos lagos da orla, 20 km de bicicleta na pista entre os lagos e o farol, e 10 km de corrida, na mesma pista. As provas são disputadas nessa ordem e sem interrupção entre as modalidades.



Delegação do Brasil já está em Aracaju, para o Mundial de Triathlon


Delegações do Brasil e da França foram a últimas a desembarcar em Aracaju, na tarde desta quarta-feira 7, para participar do Mundial Escolar de Triathlon. O Mundial Escolar de Triathlon, recebe delegações internacionais e promete ser um grande evento. O Brasil não poderia ficar de fora. 


Com uma numerosa delegação, boa parte dos atletas e dirigentes que representarão o país na competição, chegaram em Aracaju na tarde desta quarta-feira, 7, trazendo consigo toda expectativa, que um evento dessa grandeza merece. 


Ramon Prado Silva, 17, que vem para o seu segundo mundial da categoria, competirá no individual e no revezamento, afirmando que se preparou muito para a competição e tentará conquistar uma medalha para o Brasil.


- Espero fazer uma boa competição. Desde o começo do ano que a gente vem focando essa prova, com treinos bem específicos, como a prova de sprint, fazendo treinamentos bem fortes, disse Ramon Prado.


O técnico da Seleção Brasileira, Miguel Junior, 35, preparou muito bem os atletas nos últimos seis meses, pensando justamente no Mundial em Aracaju. Contando com a experiência de muitos que participaram da edição anterior, inclusive medalhistas, em 2015, na França, espera que a participação seja ainda melhor. 


- Sabemos que os europeus, tradicionalmente, são equipes muito fortes no Triathlon. Em 2015 já foi assim, não sei como eles vêm agora, mas, com certeza, continuam fortes, com França, Alemanha. O Chile também tem uma boa potência na base, mas esperamos fazer um bom papel, ainda melhor do que fomos na última edição. 


Todas as delegações já estão em Aracaju. Nesta quinta-feira acontecem os treinamentos e reconhecimento do percurso das 8h00 às 10h00. A competição acontece nos dias 09 e 10, na Orla de Atalaia.



Chile e França prometem se destacar no Mundial Escolar de Triatlhon em Aracaju


Na manhã desta quarta-feira 7, desembarcaram em Aracaju as delegações da França e do Chile últimas a desembarcarem no Aeroporto de Aracaju, para participarem do Mundial Escolar de Triathlon. Animados, atletas, treinadores e delegados prometem fazer desse torneio um dos mais importante de suas vidas.


Com a equipe ainda em fase de adaptação climática, a chefe de delegação francesa Benedict Casado, alega que isso é um fator que pode interferir no desempenho das provas. “Acredito que o calor não vá atrapalhar tanto, mas sim a umidade, já percebemos que aqui é muito úmido”, avaliou a chefe da delegação da França.


Sobre as expectativas referente ao mundial sediado em solo brasileiro, os franceses seguem pensando positivo e tem como vantagem um dos seus atletas, que possui o título de campeão do último mundial realizado em Versailles, na França.


Para a triatleta francesa Léa Richert, de 16 anos, estreante em competições internacionais esta, é uma ótima oportunidade para conhecer mais da nossa cultura. “Quero conhecer de verdade a cultura do Brasil, quero aprender o máximo que puder”, finalizou a jovem triatleta.


Léa aproveitou a ocasião e contou como acabou se envolvendo com o Triathlon. “Eu comecei na natação, até que um professor viu meu desempenho e me convidou para conciliar com a corrida e com o ciclismo. Com isso já são quatro anos dedicados ao Triatlhon”, explicou Léa Richert.


O mesmo pensamento é divido pelo atleta chileno Bejamin Commentz. Com 18 anos, ele está fazendo sua estreia em competições internacionais e já pensa grande, em relação ao esporte. “Esse é o esporte que quero para toda minha vida”, contou o atleta que treina desde os 15 anos.


A trajetória do Benjamim não é muito diferente dos demais jovens aqui hospedado, ele começou na natação aos 13 anos de idade e logo viu que tinha talento para as outras modalidades. Com isso, ele já sabe qual é o seu ponto forte: a corrida.



Jovem de 15 anos representa Sergipe em Campeonato Mundial Escolar em Aracaju 


O Campeonato Mundial Escolar de Triathlon começa nesta quinta-feira em Aracaju, com a participação de 5 países. O Brasil terá a sua representação em todas as categorias. Entre os representantes do Brasil está o jovem sergipano Cleverton Gomes, de 15 anos, uma das promessas nesse esporte e esperança de medalhas do Brasil.      


“Sou fascinado por desafios.” Foi assim que Cléverton Gomes Santos, definiu sua paixão por um dos esportes que mais exige preparação física. Natural de Aracaju, o adolescente de 15 anos treina toda a semana em torno de 4 a 5 horas por dia, uma rotina bem diferente de outros jovens da mesma idade. O dia dele que começa às 3h20 e só termina às 19h00 quando encerra todas as suas obrigações diárias. 


Cléverton que é orientado pelo treinador Marlúcio Ramos, começou no ciclismo há três anos, influenciado pelo seu pai, Pedro Silva que é ciclista profissional. Mas isso não foi o suficiente. O jovem logo se interessou pela natação e ao começar a praticar o nado, acabou conciliando os dois esportes. E eis que logo estava totalmente envolvido no triathlon.


Marlúcio Ramos, o técnico, explicou como é elaborado o treinamento de Cléverton: “Ele treina duas modalidades por dia e nos finais de semana faz a transição”, Explicou o treinador.


Discretamente, o técnico revelou que o jovem teve uma preparação especial para o mundial e apontou o ponto forte do triatleta, “O ciclismo”.


Clevérton é o único sergipano que fará parte da delegação brasileira do Campeonato Mundial de Triathlon que acontecerá esta semana em Aracaju,


A mãe do jovem atleta, dona Vânia Gomes Santos é só emoção para com o filho, “Estou muito feliz. Meu coração está batendo acelerado.  Vou passar muitas energias positivas, para que ele possa completar a prova bem”. Incentivou a mãe.


Mas nem tudo são flores no mundo do esporte. Mãe de dois filhos triatletas, dona Vânia faz um relato sobre as dificuldades de manter uma família de desportistas. “É muito difícil. Tem que correr atrás de patrocínio quando, não dá. A gente se aperta, mas fazemos o possível para que eles possam competir”, declarou a mãe.


Apesar da pouca idade, Cléverton Gomes Santos já tem muita determinação. E sobre sua participação no mundial, ele declara com firmeza. “Eu me preparei bastante e estou muito confiante. Estou na minha melhor forma. Minha maior alegria é quando concluo as três provas. Sinto muito orgulho por estar representando meu estado”, ressaltou o triatleta. 


Mas quem pensa que ele para por aí está muito enganado. O adolescente não tem o menor receio de dizer o seu grande sonho. “Meu maior sonho é ser um campeão olímpico”, concluiu o triatleta sergipano.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco