14 de Novembro de 2016
POR: Semarh/SE
Fonte: Semarh/SE
Em: 14/11/2016 às 11h34

Semarh e Setesp discutem implantação de pista para asa delta e parapente em Sergipe


Semarh e Setesp discutem implantação de pista para asa delta e parapente em Sergipe (Imagem: Semarh/SE)

Semarh e Setesp discutem implantação de pista para asa delta e parapente em Sergipe (Imagem: Semarh/SE)

Na manhã desta segunda-feira, 14, o secretário de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Olivier Chagas, recebeu em seu gabinete o diretor geral da Secretaria de Estado de Turismo e do Esporte (Setesp), Gilson Andrade, para discutir a implantação de uma pista de decolagem e pouso de asa delta e parapente no Parque da Cidade, conhecido como “Morro do Urubu”, na zona Norte da capital.


O projeto é de autoria da Setesp, com recursos do Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste (Prodetur) e está em fase de conclusão.


A Semarh tem uma série de parcerias com a Setesp e a implantação da pista, segundo Olivier, deverá fortalecer o turismo ecológico em Sergipe, sempre respeitando os princípios legais da preservação da natureza.


“Como é uma área de mata atlântica, exige uma atenção específica e redobrada por parte da Semarh, que gerencia o parque, para que se faça um turismo ecológico observando a questão ambiental. Além disso, deve ser feita uma discussão com a comunidade local, para que a gente possa equacionar esse projeto positivamente. A Semarh vê com bons olhos a iniciativa, que tem a ver com turismo ecológico. Isso é bom do ponto de vista econômico e bom do ponto de vista da preservação do meio ambiente, além de ser importante para o Estado como um todo”, destacou o secretário.


Animado com o futuro ponto turístico da cidade, Gilson Andrade disse que a pista será uma obra de grande importância para o incentivo e divulgação dos esportes radicais. Mas segundo ele, há algumas pendências com relação à ocupação da área por parte de alguns moradores da região.  


“Discutimos estratégias para apresentar o projeto à comunidade e realizar uma audiência pública. O projeto proporcionará que Sergipe seja a segunda capital onde terá uma rampa para esse esporte. A primeira é o Rio de Janeiro, na Pedra da Gávea. A pista possibilitará aos amantes do parapente e asa delta a oportunidade para essa prática. Procuramos o apoio da Semarh, porque se trata de uma área de mata atlântica, e também aquele espaço pertence, administrativamente, a essa secretaria”, disse Gilson, ao completar que o “turista gosta de participar de esporte de aventura”.


Uma das razões da construção da pista, reitera Gilson, é a perspectiva de Sergipe sediar uma das etapas do Campeonato Brasileiro de Asa Delta, criando um calendário anual para a realização dessa prática esportiva.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco