29 de Setembro de 2016
POR: Assessoria Setesp/SE
Fonte: Assessoria Setesp/SE

Sergipe presente na ABAV 2016, a maior feira de turismo das Américas


Evento reúne mais de 30.000 profissionais do turismo e 3.500 marcas expositoras tanto do Brasil quanto do exterior. Exposição vai até a próxima sexta, 30 de setembro.


Sergipe presente na ABAV 2016, a maior feira de turismo das Américas (Imagem: Assessoria Setesp/SE)

Sergipe presente na ABAV 2016, a maior feira de turismo das Américas (Imagem: Assessoria Setesp/SE)


Começou nessa quarta-feira, 28/09, a 44ª ABAV – Feira Internacional de Turismo, considerada a maior das Américas. O evento que está sendo realizado no Expo Center Norte, em São Paulo/SP, termina sexta-feira, 30. O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Estado do Turismo e do Esporte (Setesp), se faz presente com estande dedicado a promoção e divulgação do destino, através dos roteiros turísticos e da gastronomia. Participam dessa edição representantes da hotelaria de Sergipe, de empresas de receptivo e, também, o Museu da Gente Sergipana.


Sergipe presente na ABAV 2016, a maior feira de turismo das Américas (Imagem: Assessoria Setesp/SE)

Sergipe presente na ABAV 2016, a maior feira de turismo das Américas (Imagem: Assessoria Setesp/SE)


Para atender ao principal evento do calendário de feiras de turismo na América do Sul, a Setesp, em parceria com o trade turístico sergipano, está realizando uma série de ações promocionais, dentre as quais: degustações de beiju; distribuição de sacolas com kits informativos sobre o destino Sergipe; e a exposição do espelho interativo do Museu da Gente Sergipana. O espelho utiliza recursos tecnológicos para apresentar o folclore sergipano, atraindo a participação do público, que interage, dança e brinca movimentando as imagens projetadas.  Só na quarta-feira, dia da abertura da feira, o estande recebeu a visita de cerca de 1.200 agentes de viagem e representantes de operadoras de turismo do Brasil e do exterior.


Oportunidades de negócios


O evento apresenta aos visitantes, por meio de palestras, as estratégias e tendências que geram oportunidades para comercialização de destinos nacionais e internacionais, além de mostrar como funciona esse setor, que movimenta 52 segmentos da economia. A feira é a tradicional passarela na qual desfilam os melhores atrativos turísticos naturais e culturais, do Brasil e do exterior. Agrega em sua programação o 46º Encontro Comercial Braztoa, o Encontro de Negócios Abracorp, o XII Encontro do Setor de Feiras e Eventos (ESFE) e reunião plenária do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Turismo (Fornatur).


Geração de emprego e renda


A 44ª ABAV – Feira Internacional tem a participação de mais de 30 mil agentes e operadores de turismo e do Brasil e do exterior, 3,5 mil marcas expositoras, com novidades e antecipação de tendências, que podem contribuir para o crescimento do setor em 2017. Líder mundial na geração de empregos, a indústria de viagens e turismo cresce em âmbito global e movimenta trilhões de dólares por ano. Em 2015, o turismo movimentou só no Brasil R$ 492 bilhões, contribuindo com 9,6% do Produto Interno Bruto (PIB). Foi o setor que obteve investimentos recorde de R$ 59,6 bilhões, de acordo com relatório divulgado pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC).


Para o Secretário de Estado do Turismo e do Esporte, Saulo Eloy, a ABAV 2016 é “um momento especial para a indústria do turismo nacional que, apesar da crise econômica, vem conseguindo manter crescimento, sendo um setor com capacidade real de garantir geração de empregos e renda, tanto no Brasil como no exterior. Crescer mais de 4% por cento ao ano nos últimos cinco anos é sinal de que a capilaridade do setor é grande e, cria perspectivas excelentes para os próximos anos. Lembrou, também, que enquanto outros setores da economia geram um emprego em um período, o turismo gera 11 postos de trabalho no mesmo tempo”.


Outro ponto destacado pelo secretário Saulo Eloy é que “nesse momento de crise é necessário que haja união entre os diversos setores do turismo, de modo a garantir a continuidade do crescimento”. Disse, ainda, que “é preciso ser criativo e resiliente, ou seja, manter o foco, já que com a retomada do crescimento, sem dúvida, o turismo interno terá forte evolução”, finalizou.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco