Aracaju (SE), 09 de março de 2021
POR: Marcio Rocha
Fonte: Marcio Rocha
Em: 08/02/2021 às 09h25
Pub.: 08 de fevereiro de 2021

Empresários querem investir na Barra dos Coqueiros :: Por Marcio Rocha


Marcio Rocha (Foto: Arquivo Pessoal)

Marcio Rocha (Foto: Arquivo Pessoal)

Há duas semanas, escrevemos em nossa coluna sobre o potencial de crescimento da Barra dos Coqueiros e sua capacidade de atrair investimentos empresariais para as mais diversas áreas, devido à sua expansão imobiliária e populacional. Não cria que fosse provocar tanta repercussão... desde então, tenho recebido contatos de empresários que se mostram interessados em erguer novos negócios na cidade que mais cresce em Sergipe. Pelo que deu a entender, em breve haverá a expansão da atividade econômica do município, gerando mais empregos para a população local. A ausência de um mercado que seja compatível com o público crescente na cidade, por exemplo, motivou um empresário do segmento comercial de alimentos a questionar possíveis locais para uma loja de grande porte para atender a demanda populacional. Também conversei com pessoas interessadas em investir no novo shopping que lá será construído e em seu entorno. Um empreendimento já está em fase inicial de desenvolvimento, no que diz respeito ao mercado de alimentação para atender a diversos públicos. Que venham mais negócios, para que as pessoas possam ter suas oportunidades de crescer com as empresas e com seu trabalho. E quem chegar primeiro terá larga vantagem.


Construção civil em alta
O ano de 2020 não foi bom para nenhuma atividade econômica no Brasil. A construção civil sofreu grandes impactos por conta da pandemia, paralisação de atividades e recuo nas vendas de unidades habitacionais. Entretanto, este ano já apresenta uma melhora significativa. Considerando as empresas que se encontram com capital aberto na BOVESPA (B3SA3), a perspectiva de crescimento do setor é latente. O indicador imobiliário cresceu 6% entre segunda e quinta-feira. Ações das empresas de construção civil apresentam forte recuperação. A PDG (PDGR3) saltou 41,8% somente em quatro dias, a Gafisa (GFSA3) elevou seu valor de mercado em 18,5%. E outras empresas seguem o mesmo ritmo, a exemplo de Azevedo e Travassos (AZEV3), 11,69%, Cyrela (CYRE3) 8,7%, Even (EVEN3) 6,26%, Helbor (HBOR3) 6,13% e Trisul (TRIS3), 5,37%. Os dados analisados são de quinta-feira, 04 de fevereiro.


Nova indústria
A prospecção de empresas que desejam se instalar no estado é uma das premissas do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), que oferece o apoio do Governo de Sergipe ao crescimento do setor por meio da concessão de incentivos fiscais e locacionais. Nesse sentido, dando continuidade às tratativas iniciadas no final do ano passado, Sergipe recebe o novo projeto da Wind Industrial, empresa catarinense especializada no ramo de metalurgia, que foi pauta de reunião realizada na Codise. Na oportunidade, o diretor presidente, José Matos Lima Filho, recebeu representantes da empresa para alinhar detalhes sobre o início das operações da companhia no Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro, previsto para o segundo semestre de 2021. Com mais de 60 anos de atividade no sul do País, a Wind atua no segmento industrial de fabricação de acessórios e componentes em metal para a indústria moveleira, a exemplo de puxadores, fechaduras e dispositivos de montagem, além de produtos para outros segmentos. A unidade sergipana deve gerar cerca de 100 empregos diretos ao final do processo de implantação, a ser iniciado ainda em fevereiro com a entrega do projeto completo e respectiva documentação.


Capemisa inova
A Central do Corretor, portal para os Corretores da CAPEMISA Seguradora, desenvolvido com foco em experiência do usuário, ganhou uma importante atualização na plataforma de cotação e melhorias para otimização de processos na implantação das apólices dos seguros de Vida empresariais voltados?a pequenos e médios negócios e eventos.?Uma?das novas ferramentas é a assinatura eletrônica, o que traz?incremento de autonomia?no serviço.?   Todas as facilidades e automações implementadas visam a desburocratização dos processos de?assinatura das?propostas, promovendo agilidade.?A empresa também empodera os corretores, que se tornam?protagonistas?do processo e têm?mais liberdade de realizar a qualquer?momento?a implantação?das apólices.  Com essa atualização, a implantação e emissão do Vida Eventos (até 100 mil reais de capital) e do Global Flex, entregará na ponta todos os documentos em até 5 minutos, incluindo a apólice.  Já o PME, para os casos sem análise complementar, também disponibilizará a apólice em 5 minutos e o restante da documentação em até 24h.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação