01 de setembro de 2019
POR: Marcio Rocha
Fonte: Marcio Rocha
Em: 01/09/2019 às 12h20

Dani Sena, go on She Up! :: Por Marcio Rocha


Marcio Rocha - Imagem: arquivo pessoal

Marcio Rocha - Imagem: arquivo pessoal

Dani Sena, go on She Up!


Exemplos de sucesso são coisas que vemos sendo divulgados com muita constância pela mídia, redes sociais e pelo próprio mercado. Mas a que custo uma pessoa chega ao ápice de sua carreira, elevando a vida profissional a esse patamar? As jornadas das pessoas são marcadas por lutas, sacrifícios e nem sempre esses embates rumo ao sucesso são realizados em sua terra natal. É necessário às vezes, sair de casa, do seio familiar e enfrentar o mundo para conquistar o seu lugar ou conquistar o próprio mundo.


Sergipe tem uma série de cases de sucesso empresarial, muitos nomes que vemos aqui hoje honrados e que começaram de baixo. Somente alguns dos grandes nomes para ilustrar o quanto isso é servil para a vitória na vida e nos negócios, a exemplo de Raimundo Juliano, Gentil Barbosa, Mamede Paes Mendonça, João Carlos Paes Mendonça, Augusto Franco, Albano Franco, Júlio Prado Vasconcelos, José Ramos de Moraes, Antônio Prudente, João Alves Filho, Jouberto Uchôa de Mendonça, José Sebastião dos Santos, Luciano Franco Barreto, Manoel de Aguiar Menezes, Oviedo Teixeira entre outros tantos, são exemplos de vida e trajetória empreendedora que levaram o talento pessoal junto ao crescimento empresarial, promovendo revoluções em seus negócios, ambiente de mercado e transformando esse estado para melhor.


Mas esse exemplo também envolve a coragem de ir além-fronteiras, direcionar seu foco para atender o desejo pessoal e levar o nome de Sergipe mundo afora. Esse é certamente o projeto mais difícil a ser executado. E Sergipe tem um nome que se destaca de maneira vertiginosa nesse contexto, uma garota que saiu de Sergipe para aventurar-se na China, com o intuito de conhecer e vivenciar o processo do comércio exterior. Daniela Sena França é seu nome. Contudo um dos sobrenomes deveria ser “Coragem”, por ter sido esse o sentimento que a levou há oito anos a sair da Barra dos Coqueiros e viver em Hangzhou, para estudar e exercer a atividade profissional no comércio exterior. Lá, sem saber uma palavra em chinês, começou a trilhar um caminho que está sendo pavimentado com muito trabalho e dedicação. Empreendeu seu primeiro negócio, a Continental Comex, uma das empresas que mais se destacam no mercado brasileiro atual, em termos de trading e comércio exterior. Iniciativa originada da visão em confluir os mercados chinês e brasileiro, levando o que tem de produção local, trazendo o que há de melhor no produto oriental. O caminho de mão dupla promoveu outros negócios, a exemplo da DICI Cosmetics, que produz na China e opera nos mercados asiático, africano e aportando no mercado brasileiro.


O sucesso empresarial foi alcançado longe, mas reflete em Sergipe. Sua experiência vem sendo aproveitada aqui no estado também, por meio da abertura de canais de processos de exportação dos produtos sergipanos para o oriente. Mas não é só isso, pois a garota cosmopolita encontrou um mecanismo de promover a ajuda empreendedora a outras empreendedoras, com uma rede de relacionamentos empresariais direcionada para mulheres que está sendo um grande destaque na China, a She Up. Organização que promove o encorajamento de mulheres para a evolução pessoal e sucesso empresarial, dando voz e vez às mulheres, fortalecendo o real empoderamento feminino, com impactos resultantes em liderança, encontrando as soluções para os desafios atuais e vindouros do mercado, por meio de inovação.


A She Up conquistou um espaço importante no mundo corporativo internacional, sendo convidada a participar de grandes eventos no exterior, a exemplo do curso de futurologia e inovação “Once Upon a Future” – Era Uma Vez Um Futuro – levando sua experiência para outras mulheres que levam seu conhecimento para aplicar nos negócios e no mercado, por meio da motivação real e valorização do trabalho. Recentemente, a jovem sergipana foi chamada para participar na maior conferência internacional de empreendedorismo feminino do mundo, a “The World She Made”, realizada neste mês em Hangzhou. Lá ela apresentou seu trabalho para centenas de pessoas, entre eles, Jack Ma. Por esse nome será difícil reconhecer, mas a sua empresa é de inegável conhecimento. Nada mais, nada menos que a Alibaba, maior operador de comércio eletrônico do mundo, que contempla em seu leque de produtos, um banco digital, sistemas de tecnologia e inovação, cloud computing, mídia digital e entretenimento, sendo hoje um dos maiores conglomerados empresariais do planeta. Esse é só o começo de muitas realizações que essa brilhante garota tem à frente.


"Tenho em mim todos os sonhos do mundo!", diz ela... é não ter limites para sonhar e capacidade para realizar. Muitos tentaram e conseguiram, outros não alcançaram seu objetivo, mas como não há limites para sonhar, por que não tentar?


Por Marcio Rocha
Recebido em 29/08/2019 09:04, publicado em 1º/09/2019 12:20
Contato: Marcio Rocha - jornalistamarciorocha@live.com
Marcio Rocha - Imagem: arquivo pessoal

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação