30 de junho de 2019
POR: Marcio Rocha
Fonte: Marcio Rocha
Em: 30/06/2019 às 13h06

Setor de Serviços mantém trajetória de crescimento de emprego em Sergipe


Contato: Marcio Rocha - marciorocha@fecomercio-se.com.br

Contato: Marcio Rocha - marciorocha@fecomercio-se.com.br

Setor de Serviços mantém trajetória de crescimento de emprego em Sergipe


O Setor de Serviços continua seguindo o ritmo de crescimento no mercado de trabalho sergipano, apresentando o saldo positivo de 281 novos empregos com carteira assinada em Sergipe. Nas subdivisões da atividade, o destaque é para os serviços imobiliários, com 169 novos empregos e serviços médicos, odontológicos e veterinários, com elevação de 143 postos de trabalho. O subsetor de ensino cresceu em 32 vagas e transportes e comunicações tiveram 14 novos empregados contratados. Mas... nem tudo são flores no ramo, pois as empresas dos serviços de alojamento, reparação, alimentação, manutenção e redação tiveram um saldo negativo de - 69 postos de trabalho e os serviços financeiros encolheram seu quadro de pessoal em 8 trabalhadores. De janeiro a maio de 2019, o setor gerou 1.862 novos empregos no estado, mantendo a dianteira na criação de oportunidades de trabalho.



Ministro em Sergipe
O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, confirmou presença no “Simpósio de Oportunidades – Novo Cenário da Cadeia do Gás Natural em Sergipe”.  Na ocasião, o ministro irá palestrar sobre o tema “O Novo Mercado de Gás e as Oportunidades de Desenvolvimento para o Estado de Sergipe”.  O evento, realizado pelo Governo do Estado, tem patrocínio da Celse, Golar, Banese e Banco do Nordeste, e acontecerá entre os dias 4 e 5 de julho, no Radisson Hotel, em Aracaju. O Simpósio de Oportunidades irá reunir representantes de diversas esferas da área do Gás Natural, como Governos Federal e Estadual, além de agências reguladoras, empresas, entre outras. Além do ministro, alguns nomes de destaque já estão confirmados no evento. Entre eles estão o Presidente da Empresas de Pesquisas Energéticas (EPE), Thiago Vasconcellos Barral Ferreira; o Secretário Executivo do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (IBP), Antonio Guimarães, o presidente da Associação dos Grandes Consumidores de Energia e Consumidores Livres (ABRACE), Paulo Pedrosa, além de membros da Petrobras, da Comissão de Minas e Energia (Subcomissão Permanente Petróleo e Gás), da Câmara dos Deputados, e toda a equipe da área de gás do Ministério.



Laércio é protagonista
No âmbito do Parlamento, o deputado federal Laércio Oliveira vem sendo protagonista dessa trajetória, como membro na Câmara da Comissão de Minas e Energia e, nela, da Subcomissão de Óleo e Gás. Em pronunciamento recente no plenário da Casa, ele chamou a atenção da Agência Nacional de Petróleo (ANP) para a distribuição do gás, citando o “monopólio ostensivo da Petrobras” e, mais além, o que chamou de “monopólio oculto” – o da japonesa Mitsui, que atua de forma direta e indireta em 19 concessionárias pelo país. Nessa direção, o parlamentar apresentou um requerimento de audiência pública na Comissão de Minas e Energia para o esclarecimento da compra de 49% da Gaspetro pel a Mitsui por R$ 1,9 bilhão, visto que o valor desembolsado foi inferior ao estimado por uma análise prévia. O objetivo é esclarecer se não houve supremacia do interesse privado sobre o público. “Sergipe terá o gás mais barato do Brasil. Porém é preciso estar atento a todos os elos dessa cadeia do gás para que realmente haja a quebra de monopólios e geração de competitividade de forma que se consiga uma redução efetiva do custo do gás para o consumidor final”, explicou na ocasião. Conforme apontou Laércio, em Sergipe será possível desonerar o custo de transporte nacional do gás que representa em torno de 13% do custo final. Entretanto, ele ressaltou ver com “grande preocupação” os custos referentes à distribuição local pelas concessionárias estaduais, que a seu ver demandam uma ação efetiva e coordenada dos Ministérios da Economia e o de Minas e Energia junto com a Agência Nacional de Petróleo e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). “A saída da Petrobras e sua subsidiária Gaspetro da composição societária em nada resolverá a questão das concessionárias estaduais se não houver uma completa revisão dos contratos de concessão, absolutamente desconexos com a realidade atual”, defendeu.



Intenção de consumo das famílias aracajuanas
Os seis primeiros meses do ano de 2019 foram marcados pela manutenção da estabilidade do índice que aponta a intenção de compras das famílias aracajuanas, de acordo com pesquisa de Intenção de Consumo da Famílias (ICF) realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), analisada pela Fecomércio Sergipe. Desde janeiro, o índice está mantendo o nível de 100 pontos, com leve oscilação positiva em fevereiro, março e abril, e pequena oscilação negativa em maio e junho. O ICF de junho foi marcado pelo resultado de 100,2 pontos, que comparado ao mesmo mês do ano passado, cresceu 3,8 pontos. Dante de maio, o ICF atual apresentou uma leve redução de -0,6 pontos. No detalhamento por faixa salarial, as famílias aracajuanas que têm até 10 salários mínimos mensais de renda registraram 98,4 pontos. Já entre as famílias que possuem renda superior a 10 salários mínimos, o ICF registrou 119,5 pontos.



Cooperação Fecomércio x BNB
O superintendente da Fecomércio, Maurício Gonçalves, reuniu-se nesta semana com os representantes do Banco do Nordeste, Antônio Santana, Jacqueline Moraes e Lênin Falcão, para discutirem o Plano de Trabalho do acordo de cooperação entre a Fecomércio e o BNB, direcionado para fomento das empresas sergipanas. O convênio firmado pelo presidente Laércio Oliveira e pelo superintendente do banco, Antônio César de Santana, disponibiliza linhas de crédito especiais para as empresas associadas aos sindicatos do Sistema Fecomércio. Promovendo assim, o desenvolvimento empresarial e a conquista de recursos para fomentar a economia do estado. As ações do plano de ação irão contemplar pesquisas, desenvolvimento de projetos e avaliações de viabilidade de negócio, para as empresas investirem, com foco na expansão das atividades comerciais e geração de emprego e renda.



Raimundo Juliano comemora 80 anos de atividade empresarial
O Sindicato do Comércio Atacadista de Sergipe (Sincadise) realizará na próxima quinta-feira (04), a entrega da Comenda Júlio Prado Vasconcelos, mais alta honraria da entidade, para o empresário Raimundo Juliano Souto, que comemora 80 anos de atividade empresarial em Sergipe. O presidente do sindicato, Breno França, destacou que Raimundo Juliano é um dos grandes nomes do comércio sergipano e responsável pela formação de um grupo empresarial que gera mais de mil empregos diretos e indiretos no estado. A comenda será entregue ao empresário no Hotel Sesc Atalaia, às 19h.



IGP-M sobe 6,51%
O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,80% em junho deste ano, percentual superior ao apurado em maio (0,45%). De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), com o resultado o IGP-M acumula taxas de 4,38% no ano e de 6,51% em 12 meses. A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado e na construção civil. A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, passou de 0,54% em maio para 1,16% em junho. O Índice Nacional de Custo da Construção subiu de 0,09% em maio para 0,44% em junho. O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, registrou deflação (queda de preços) de 0,07% em junho. Em maio, o subíndice havia registr ado inflação de 0,35%.



Recebido em 28/06/2019 09:54, publicado em 30/06/2019 13:06
Setor de Serviços - Imagem: reprodução/sincovaga
Contato: Marcio Rocha - marciorocha@fecomercio-se.com.br

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação