12 de junho de 2015
POR: Erenita Sousa - erenitasousa@hotmail.com
Fonte: Erenita Sousa

Projeção da sombra e suas consequências :: Por Erenita Sousa


Erenita Sousa(*)  erenitasousa@hotmail.com


A projeção da sombra acontece toda vez que você aponta o erro do outro sem se dar conta de que comete o mesmo erro. Isso ocorre nas relações profissional, familiar, social. Ou seja, onde existirem pessoas, a sombra poderá estar presente.


Estamos acostumados a pensar que não podemos nos ver, a menos que seja no espelho. A projeção é um mecanismo de defesa involuntária do ego, e para nos livrarmos das qualidades que não queremos ter, as projetamos em outras pessoas.


Você já vivenciou inúmeras vezes essa projeção, mas de forma inconsciente. Quando estamos em meio à projeção, parece que vemos defeitos no outro, mas na realidade são os nossos aspectos ocultos que estão sendo revelados naquele momento por meio da outra pessoa.


O corre-corre do dia-a-dia nos solicita movimentos contínuos e por, muitas vezes, não temos noção total das próprias ações, assumindo atitudes involuntárias. Por exemplo, quando estamos julgando, nunca pensamos de fato a nosso respeito. Nesse contexto, podemos perceber que nas relações interpessoais, em meio às intrigas e descontentamentos, nós temos sempre razão. Já parou para pensar a respeito do defeito no outro que pode estar embutido no seu eu? Entretanto, a falta de compreensão e consciência para consigo mesmo, reflete na imagem do outro a projeção da própria sombra, na qual só enxergamos defeitos, onde consequentemente os julgamentos são os sentimentos mais contemplados nesse tipo de relação.


Artur era um jovem profissional e ocupava a função de analista quando me procurou para conhecer o Coaching. Ele se sentia bem em sua profissão, contudo, por vezes, era acometido por súbitos de insatisfação vindas de alguns relacionamentos na empresa em que trabalhava, inclusive descontentamento com a não valorização vinda do seu gerente. Esses motivos levaram Artur a ir em busca do processo individual de Coaching, focado em sua carreira – Coaching de Carreira.


Antes de iniciarmos o processo, ele relatou estar com a carta de demissão pronta para entregar ao seu gerente. Eram inúmeras situações desagradáveis que aconteciam na empresa, e que o levavam a desmotivação, por vezes constrangimentos. Apesar de Artur precisar muito do trabalho e gostar de exercer sua função, ele não enxergava outra saída a não ser demitir-se do “seu gerente”.


Como sua vontade de encontrar novas soluções para a própria vida era grande, solicitei que retardasse a tomada dessa decisão para após o processo que estaríamos iniciando. Assim, demos inicio ao processo de Coaching de Carreira. Durante as sessões, fui surpreendida por situações desconfortantes na vida pessoal, onde algumas “sombras” o impediam que habitasse em si, a real identidade. O processo de Coaching o instigou a encontrar sua “luz”, como também, viver sua melhor performance, independente de quem estivesse ao seu redor, seja na vida pessoal ou profissional. Artur passou a dar o melhor de si, a descobrir uma personalidade que estava camuflada pelo medo... A cada sessão que vivenciávamos, Artur recebia uma dose de poder e motivação para ir além. Em meio ao processo, ele percebeu que a empresa exigia cada vez mais o uso das suas habilidades e conhecimentos. E nesse ritmo, ele continuou explorando suas habilidades e a cada dia, durante o processo, encontrava mais respostas. As perguntas de Coaching o instigavam a sair da zona do conforto.


Quando Artur se deu conta, percebeu que a empresa o enxergava como um profissional fiel e performático para a sua função. Dessa forma, ele desistiu de pedir demissão. No final do processo, fui mais uma vez surpreendida, o jovem rapaz havia recebido uma espetacular promoção na empresa. Sim!!! Artur foi promovido para o cargo de coordenador, por indicação do seu gerente. Daí ele percebeu que o movimento errôneo não estava nas pessoas, nem mesmo no seu gerente, mas a sombra que ele projetava era sua. Ele precisava encontrar sua luz, se conhecer melhor para assim ser reconhecido e valorizado como desejava.


Assumir as próprias projeções é uma experiência corajosa que nos torna humilde, e pela qual nós todos temos de passar para encontrar a paz. Ela nos força a reconhecer que somos capazes de fazer coisas que frequentemente desgostamos nos outros.


“Não há padrão de comportamento que não possa ser rompido se estivermos dispostos a expor suas raízes e o aborrecimento emocional que nos levou a rejeitar o aspecto obscuro.”


Quando formos capazes de abraçar o que projeta esse tipo de comportamento, assumiremos o controle das próprias ações, mantendo conscientes todos os padrões desejáveis e eliminando os indesejáveis.


Fico à disposição para dialogar mais sobre o assunto, caso você tenha interesse.


Um abraço de Luz e paz!


 


Erenita Sousa - erenitasousa@hotmail.com


(*)Master Coach com formação em Psicologia Positiva com mais de 800 horas em atendimentos de coaching. Analista de Perfil Comportamental. Mestre em Terapia Reiki. Professora Universitária. Palestrante. Experiente em desenvolvimento humano e organizacional há mais de 10 anos. Especialista em Controladoria e Auditoria. Profissional do ramo de Contabilidade há 23 anos. Diretora do INTC – Instituto Nacional de Desenvolvimento Comportamental. Coautora do livro: Coaching – Grandes mestres ensinam como estabelecer e alcançar resultados extraordinários na sua vida pessoal e profissional e coautora do Seminário de Liderança Coaching Psicopositiva.


contato@intccoaching.com.br  erenitasousa@hotmail.com  Fanpage no facebook: INTC


Confira AQUI mais artigos de Erenita Sousa

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Fale Conosco