Aracaju (SE), 26 de janeiro de 2021
POR: SES/SE
Fonte: SES/SE
Em: 30/12/2020 às 00h00
Pub.: 30 de dezembro de 2020

Barulhos extremos podem afetar audição dos bebês, alerta especialista


A audição dos bebês é muito sensível e durante as festas de final de ano, quando ocorrem as queimas de fogos que ocasionam muito barulho, as crianças recém-nascidas podem sofrer danos na saúde auditiva. Segundo a fonoaudióloga da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, Maysa Pereira Santos, é possível proteger esses bebês, usando os métodos corretos indicados pelos especialistas.


Barulhos extremos podem afetar audição dos bebês, alerta especialista (Foto: SES/SE)

Barulhos extremos podem afetar audição dos bebês, alerta especialista (Foto: SES/SE)


Ela explica que é preciso ter atenção redobrada com os bebês, principalmente nas festas de Réveillon. “Quanto mais novo, mais incomodado ele fica com o intenso barulho dos fogos, já que o recém-nascido apresenta uma sensibilidade maior do que o adulto”, disse Maysa, ao esclarecer que é importante os pais criarem um ambiente confortável para o bebê dormir e mamar sem grandes agitações para não se incomodar com o barulho.


“É importante fechar as janelas e as portas. Se o bebê estiver acordado durante os festejos é necessário ficar sempre próximo protegendo as orelhinhas com fralda”, explica a fonoaudióloga, que aconselha a não levar bebês para locais onde há fogos de artifícios, porém, caso seja inevitável, evitar ao máximo a proximidade com este barulho, ou seja, deixando-os afastados do movimento ou, ainda, utilizar fone de ouvido estilo abafador de som.


“O excesso de sons pode deixar o bebê inquieto, incomodado, irritado e choroso. É importante buscar um local mais calmo. É importante evitar tal agressão ao órgão da audição pois desta forma evitará possíveis complicações futuras, tais como alteração como alteração de fala ou linguagem devido a uma alteração auditiva”, disse.


Alerta
O recém-nascido é submetido ao teste da orelhinha para saber se tem algum prejuízo de audição. Já a criança maior, geralmente, menciona que há um barulho no ouvido. “Ela fica mais chorosa, irritada e, muitas vezes, apresenta dificuldade para entender o que é dito e para desenvolver a linguagem. Nestes casos, o ideal é procurar o médico e fazer uma audiometria, que pode ser adaptada de acordo com a idade do bebê”, recomenda a especialista.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação