24 de outubro de 2018
POR: Thiago Davis
Fonte: Thiago Davis
Em: 24/10/2018 às 00h00

Seria pesquisa eleitoral a principal fake news das Eleições 2018? :: Por Thiago Davis


Thiago Davis*


Thiago Davis (Foto: Arquivo pessoal)

Thiago Davis (Foto: Arquivo pessoal)

No Brasil, são mais 13 milhões de desempregados, pelos dados mais recentes. Em Sergipe, 17% da população está desocupada. Não sei quanto ao desemprego, mas as eleições 2018 estão perto do fim.


Um fim que demora a chegar. Ainda tem alguns dias para domingo, 28 de outubro, e a contagem regressiva está em minutos há séculos, a eternidade parece fazer morada no ponteiro dos segundos.


E depois do resultado? O que faço com toda fake news lida? E a encaminhada, devo um pedido de desculpas? Sem querer lembrar daquela que jurei de pé junto que era verdade e até briguei por ela.


Levarei comigo as minhas Top 5 Fake News Eleições 2018 extraídas das 15 fake news mais impactantes segundo os principais especialistas em checagem (acesse o link).


1. Mamadeira do kit gay é distribuída em creches pelo PT, conta vídeo;
2. Atentado contra Bolsonaro foi forjado porque não há manchas de sangue;
3. Manuela d´Ávila apareceu com camiseta com os dizeres “Jesus é Travesti”;
4. Vídeo mostra ‘ato em Campinas em prol da saúde de Bolsonaro’;
5. Livro exibido por Bolsonaro no Jornal Nacional foi comprado pelo MEC;


Agora, não tem fake news mais destruidora do que a produzida pelas pesquisas eleitorais registradas no TSE.


Fico imaginando como o sen. Valadares foi dormir depois do resultado eleitoral. Até os adversários davam como certa a sua permanência na cadeira do Senado por mais 08 anos.


Recordam que a disputa no 1º turno entre os candidatos era saber quem ganharia de Bolsonaro com maior facilidade no 2º turno? Ciro ganharia disparado.


Marina Silva venceria Bolsonaro no 2º turno??? Marina que despencou de 22 milhões na eleição passada para 1 milhão de votos nesta.


Melhor esquecer as pesquisas. Eu prefiro ficar com os números. Para o 2º turno, Bolsonaro larga com 49 milhões de votos enquanto Haddad parte com 31 milhões, recebidos no 1º turno.


Mantida a perspectiva de votos válidos, quem bater 54 milhões de votos será o futuro presidente do Brasil.


Por ironia do destino, se Bolsonaro perder: ou ficará provado que sua votação no 1º turno foi uma fraude nas urnas eleitorais ou restará comprovado que pesquisa eleitoral é fake news.


De toda sorte, essa eleição só vai acabar no TSE.


*Bacharel em Direito pela PUC/SP

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação