09 de novembro de 2016
POR: Edilson Granelli
Fonte: Edilson Granelli

LIÇÕES DE MARKETING POLÍTICO (A CORTINA DE FUMAÇA) :: Por Edilson Granelli


LIÇÕES DE MARKETING POLÍTICO (A CORTINA DE FUMAÇA) :: Por Edilson Granelli (Imagem: Divulgação/Online)

LIÇÕES DE MARKETING POLÍTICO (A CORTINA DE FUMAÇA) :: Por Edilson Granelli (Imagem: Divulgação/Online)


Por Edilson Granelli*


Quem não lembra da memorável propaganda do Denorex? O shampoo que tinha cheiro de remédio, mas era shampoo. Parecia remédio, mas não era. É claro, que os mais jovens não devem lembrar, já os mais coroas, com certeza lembram. Esse jargão saiu da tela da TV e ganhou as ruas e passou a ser usado para identificar fatos, coisa, produtos e até pessoas sem o selo da originalidade. Na política, o efeito Denorex é mais comum do que você imagina. Nem tudo que parece, é. Ou seja, não dá para confiar em nada e, infelizmente, em quase ninguém. Mas, isso não é porque as pessoas na sua essência não sejam confiáveis, mas porque quando se trata de interesses políticos e a ocupação de espaço no poder, quanto mais flexível for o agente político, mais possibilidades ele terá sobreviver às tempestades.
O efeito Denorex nas relações políticas está mais para uma virtude do que para um defeito. Isso mesmo, trata-se de uma qualidade natural ou adquirida ao longo da vivência. O contexto faz o político, assim como suas ações. Quem desenvolve essa habilidade de camuflar os reais interesses na hora e no tempo certo, consegue uma certa vantagem operacional. Mas, como, Granelli? Simples. Uma das 48 Leis do Poder, de Robert Greene e Joost Elffers, mais precisamente a lei n° 3, manda ocultar as intenções. Deixar o adversário no escuro, perdido, sem saber quais serão seus passos é imprescindível para o sucesso de qualquer estratégia política. E vai mais além, afirmando que jamais sejam reveladas suas verdadeiras intenções, levando seus adversários para o mais longe que puder, para um caminho falso, envolvendo-o numa cortina de fumaça.


O político astuto, polido, sabe que quanto mais tempo mantiver seus verdadeiros propósitos longe dos seus adversários, menor a resistência e maiores serão as suas chances de conquistar espaços nobres no poder. Como num jogo de Xadrez, a mobilidade na política tem caráter de sobrevivência, a depender da peça, os movimentos serão limitados e devem ser pensados cuidadosamente. O segredo é justamente surpreender o adversário, induzindo-o com seus movimentos ao lugar que você deseja. Baden Powell e Vinicus de Moraes, na música Canto de Ossanha, ilustram bem o que podemos chamar regra da cortina de fumaça “O homem que diz ‘dou’, não dá. Porque quem dá mesmo não diz. O homem que diz ‘vou’, não vai. Porque quando foi já não quis. O homem que diz ‘sou’, não é. Porque quem é mesmo é ‘não sou'”. Ou seja, na política, esconder o jogo é a melhor forma de jogar. Ser, sem ser.


Então, quando você ver ou ouvir alguém com pretensões políticas declarar que deseja concorrer a um determinado cargo, como, por exemplo, o de senador, é mais provável que ele deseje realmente ser candidato a deputado federal ou estadual, cargos menores. E, porque ele faz isso? Para desviar a atenção dos adversários. Você também já ouviu alguns políticos falarem que não serão mais candidatos ou que vão pendurar as chuteiras, o que dificilmente é verdade. Mais uma cortina de fumaça. Dessa vez, para evitar desgaste ou embates com atuais e futuros adversários. Uma estratégia inteligente, que sempre funciona. Na política, nada parece ser o que é, e por trás de todas as intenções declaradas sempre estarão as verdadeiras intenções ocultadas. Veja os 05 passos para construir uma cortina de fumaça e deixar seus adversários perdidos:

  1. Nunca revele suas intensões
  2. Crie fatos que desviem a atenção do seu adversário
  3. Sempre declare desejar algo diferente do que realmente quer
  4. Envolva outras pessoas em sua articulação
  5. Integralize suas ações e as mova em direção ao seu objetivo, que deve ser levar seu adversário para bem distante

*Publicitário, Consultor, Palestrante, Pós-graduado em Comunicação Governamental
MBA em Marketing Político e Eleitoral

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação