20 de março de 2020
POR: Amália Roeder
Fonte: Assessoria Unit
Em: 20/03/2020 às 12h38

Diretor de Saúde da Unit representa Sergipe em Conferência da WMA


Professor Hesmoney contribuiu para a revisão do Código de Ética Médica Internacional.


Professor Hesmoney Santa Rosa, diretor da Saúde da Universidade Tiradentes (Foto: Assessoria Unit)

Professor Hesmoney Santa Rosa, diretor da Saúde da Universidade Tiradentes (Foto: Assessoria Unit)


O professor Hesmoney Santa Rosa, diretor da Saúde da Universidade Tiradentes – Unit – participou, nos dias 5 e 6 de março, em São Paulo, da Conferência Ibero Latino Americana da Associação Médica Mundial para a revisão e elaboração do novo Código de Ética Médica Internacional, pilares fundamentais que vão nortear a atuação médica nos cinco continentes.  


O encontro foi realizado pela World Medical Association (WMA), sediada na Alemanha, e contou com apoio do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Médica Brasileira (AMB), e reuniu lideranças de seis países da América Latina, Portugal, Espanha, Brasil, Alemanha e Dinamarca.


“São realizadas diversas conferências regionais. A ibero-latino-americana foi sediada no Brasil. Já aconteceu uma no Oriente Médio e serão realizadas outras edições na África, Ásia e Europa”, explicou professor Hesmoney.


Membro da Câmara Técnica de Ensino Médico do Conselho Federal de Medicina e docente atuante na formação dos novos profissionais, o médico Hesmoney Santa Rosa, foi indicado como representante de Sergipe, pela Sociedade Médica de Sergipe, onde ocupa a cadeira de vice-presidente.


“Como a sede desta edição foi no continente americano e dos países de língua latina, a Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina indicam profissionais com expertise na área de ética médica, de docência na educação médica e que tenham participado, por algum tempo das associações de classe da profissão médica”, revelou.


Conferência da WMA
Partindo de um debate técnico qualificado, o ICoME SP colocou em pauta questões relacionadas à ética na relação do médico com governos e indústria, aplicação de novas tecnologias na medicina, a exemplo de inteligências artificial, telemedicina e interações nas redes sociais.


Discussões acerca da autonomia do médico e do paciente, decisão compartilhada e objeção de consciência, remuneração e precarização do trabalho, saúde e bem-estar do profissional médico e a importância dos comitês de ética também integraram a extensa pauta.  


 “O resultado desse trabalho que vai nortear o fazer da medicina em questões éticas no mundo, deixa também a sua marca na medicina sergipana e brasileira a partir desse trabalho de cooperação”, concluiu o professor Hesmoney Santa Rosa, que também é membro da Academia Brasileira de Medicina, Academia Sergipana de Medicina e da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação