18 de fevereiro de 2020
POR: Assessoria FCDL/SE
Fonte: Assessoria FCDL/SE
Em: 18/02/2020 às 11h57

FCDL aponta movimentação "extra" para o carnaval em Sergipe


Apesar de Sergipe ser considerado “o País do Forró”, a folia de carnaval também deve aquecer vários setores do comércio no estado, especialmente nos municípios onde há tradição da festa momesca.


É o que aponta a previsão feita pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Sergipe (FCDL), presidida pelo comerciante Edivaldo Cunha para quem “o carnaval, apesar de não ser comemorado aqui como é o São João, mas vai movimentar vários segmentos na capital e interior”.


Ele lista os setores de roupas, adereços, fantasias, hotelaria, alimentação, transportes, serviços, bares, restaurantes, autônomos, ambulantes, costureiras, como segmentos que vão se beneficiar diretamente da festa.


Municípios como Neópolis, São Cristóvão, Aracaju, Estância, Itabaianinha, Barra dos Coqueiros, Pirambu, Japaratuba, Umbaúba, Tobias Barreto, e outros que fazem festas populares, podem puxar as vendas neste período, além da capital, geralmente procurada pelos turistas pela paz e tranqüilidade no carnaval.


Edivaldo Cunha prevê um aumento nas vendas nestes segmentos em torno de 5%, além do faturamento normal, “devido à participação dos sergipanos na folia, desde os bailes, bloquinhos, festas escolares e ou as promovidas pelo poder público, que incrementam estes setores”.


Aracaju
Sobre a capital sergipana, o presidente da CDL, Brenno Barreto, também reforçou a tese da FCDL em relação às vendas, especialmente nos segmentos do turismo, transporte, lazer, bares, restaurantes e comércio ambulante.


Ele crê que a maior movimentação na capital sergipana é diagnosticada por quem procura Aracaju neste período. “Aqui vêem os turistas justamente em busca de lazer, praia, tranqüilidade e fuga do carnaval. Lotam os hotéis, visitam nossos pontos turísticos e faz a economia girar nos seis dias de festa”, diz.

Matérias em destaque

Click Sergipe - O mundo num só Click

Apresentação